RCB/TuneIn
Sexta, 16 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PLANO VAI SER REFORMULADO
Rádio Cova da Beira
O plano de emerg√™ncia social que a associa√ß√£o de socorros m√ļtuos da Covilh√£ tem vindo a dinamizar naquele concelho vai ser agora transformado num plano de interven√ß√£o. A institui√ß√£o tem vindo a dialogar com a autarquia no sentido de operacionalizar a sua concretiza√ß√£o uma vez que em 2018 a autarquia n√£o atribuiu qualquer montante para o desenvolvimento das actividades do plano de emerg√™ncia, cuja ac√ß√£o est√° reduzida ao m√≠nimo.
Por Nuno Miguel em 31 de Oct de 2018
De acordo com Nélson Silva, a instituição já apresentou uma proposta à autarquia covilhanense para o desenvolvimento dessa nova forma de intervenção e encontra-se a aguardar por uma resposta “nós este ano ainda não tivemos qualquer apoio da câmara para o mesmo. Temos estado a conversar sobre um novo formato e que será um programa de intervenção social mas isso tem que ver com a dinâmica das instituições e outras vicissitudes que ultrapassam a mutualista. Nós já fizemos uma proposta clara à câmara em início de Junho, continuamos a ter o apoio da câmara município em relação à unidade móvel de saúde e quanto ao resto vamos ver o que é que a autarquia nos dirá”.  
Um plano que para além da mutualista pode também vir a envolver outras instituições sociais que desenvolvem a sua actividade no concelho da Covilhã, admite a vereadora com o pelouro na autarquia. Embora sem ter atribuído verbas ao plano de emergência social da associação este ano, Regina Gouveia reconhece que este tipo de intervenção faz falta, sobretudo junto das faixas da população com rendimentos mais reduzidos “eu considero que é necessário manter este plano mas, como é óbvio, os planos tem de ir evoluindo. Tem que se trabalhar com base na avaliação que se fez e pensar o que se pode melhorar porque há sempre arestas a limar mas por agora não posso adiantar mais sobre a base mas admito o envolvimento de outras instituições é uma das hipóteses que está em cima da mesa”. 
À margem do sétimo encontro nacional de dirigentes mutualistas que decorreu esta quinta-feira na Covilhã, Nélson Silva expressou ainda o desejo de a Mutualista renovar com a câmara da Covilhã o protocolo para o funcionamento da unidade móvel de saúde uma vez que todos os encargos relacionados com os combustíveis e com o condutor da viatura tem sido assegurados pelo município.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados