RCB/TuneIn
Domingo, 18 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“FOI ESCOLHIDA A SOLUÇÃO MAIS FÁCIL”
Rádio Cova da Beira
A concelhia do PSD da Covilhã vai realizar uma petição junto dos cidadãos do concelho no sentido de aumentar para 70 quilómetros por hora no eixo TCT, excepto junto às zonas de maior sinistralidade.
Por Nuno Miguel em 29 de Oct de 2018
Em comunicado, a concelhia do PSD recorda que em Dezembro de 2017, a assembleia de freguesia de Tortosendo aprovou por unanimidade uma moção onde era solicitado à câmara da Covilhã uma intervenção na regulação do trânsito junto das zonas habitacionais do TCT. A resposta chegou em Maio deste ano e a solução apresentada foi “a redução de velocidade para 50 quilómetros por hora”. Os social democratas sustentam que “entre as várias soluções possíveis foi escolhida a mais fácil e mais gravosa para os munícipes, em detrimento da implementação de lombas redutoras de velocidades junto das passadeiras e cruzamentos, fecho de rotundas ou mesmo a colocação de semáforos controladores de velocidade”.
A concelhia do PSD acrescenta que “esta circular, como bem sabemos, tem um perfil que não se coaduna na sua globalidade com o perfil urbano, sendo em alguns dos seus troços, considerada uma estrada nacional” e defende por isso um aumento do limite de velocidade “para um valor intermédio de 70 quilómetros por hora em todo o seu percurso, excepto nas zonas de maior sinistralidade, onde deveriam ser instalados outros elementos dissuasores, como semáforos de limitação de velocidade”. Desta forma os social democratas consideram que ficaria resolvido “o impacto causado por uma limitação de velocidade que não se adapta à via em questão”, propondo ainda ao município “que melhore as condições para os peões, nomeadamente na ponte pedonal no cruzamento para o pavilhão do Unidos”.
Neste comunicado, o PSD manifesta ainda a sua estranheza pelo facto de o assunto nunca ter sido discutido na assembleia municipal e por isso vai dinamizar uma petição para a alteração dos limites de velocidade no eixo TCT e que vai ser apresentada na próxima reunião daquele órgão para que o assunto “não caia em saco roto”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados