RCB/TuneIn
Domingo, 18 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“O INTERIOR NÃO É UM FARDO”
Rádio Cova da Beira
A afirmação feita ontem à tarde na Guarda pelo primeiro-ministro na cerimónia de assinatura do contrato para a concessão de apoios fiscais para a construção da nova fábrica da empresa “Coficab” que vai ser instalada na plataforma logística daquela cidade.
Por Nuno Miguel em 24 de Oct de 2018
Para António Costa, é preciso centrar atenções em toda a região interior do país, que preenche uma faixa significativa do território, e que está repleta de oportunidades que importa explorar “se queremos crescer temos de olhar para toda a faixa que vem desde o barrocal algarvio até à fronteira de Trás-os-Montes com Espanha e temos de ser capazes de mobilizar, valorizar e dessa forma ajudar o país a crescer. Quando no interior tivermos tanto crescimento como no litoral, Portugal terá duplicado a sua capacidade de crescer. O interior não é um fardo nem é um problema. É uma a enorme oportunidade que está por explorar”.    
Nesta deslocação à região, o primeiro ministro prometeu ainda reforçar o apoio às instituições de ensino superior por forma a permitir que mais jovens se fixem nesta faixa do território “temos de continuar a investir nos estabelecimentos de ensino superior que existem no interior porque só assim fixamos os jovens que cá nasceram e atraímos jovens que podem aqui encontrar oportunidades de vida. E isso não se faz só reduzindo o número de vagas nos grandes centros urbanos. Faz-se também, como consta do orçamento de estado, permitindo às famílias que tenham estudantes a frequentar estabelecimentos de ensino superior no interior terem uma maior dedução fiscal do custo dos estudos relativamente ao custo dos grandes centros urbanos. E passa também pelos 144 milhões de euros que estão no orçamento de estado para reforçar a acção social escolar e também pelo plano nacional de alojamento escolar para que os alunos não tenham dificuldades em encontrar um sítio onde se possam instalar”.    
Com este novo investimento na Guarda, a “Coficab” pretende criar mais duas centenas de novos postos de trabalho e o director geral da empresa, João Cardoso, destaca que finalmente está a existir uma consciência do governo em relação aos problemas do interior “finalmente vemos que existe consciência da dramática desertificação que o interior de Portugal está a sofrer, sendo a nossa região um exemplo típico disso. Ficamos muito agradados em ver que o governo criou uma secretaria de estado que vai estar essencialmente focada em inverter esta situação e promover verdadeiramente a reabilitação do interior. Muitas palavras temos ouvido sobre isso mas o que realmente nos dá ânimo para prosseguir o nosso trabalho e ter um país mais equilibrado são as acções e não as palavras”.   
Já o presidente da câmara municipal da Guarda, Álvaro Amaro, sustenta que “este grande desafio, que é uma causa nacional, que é o equilíbrio do território podemos dar as voltas que quisermos mas só há uma forma de ajudar a equilibrar o país; é levar a que as pessoas se fixem no interior e isso só se faz por via do emprego. Todos nós devemos trabalhar para continuar esse esforço para que ao longo dos próximos anos o interior possa ter outros exemplos de empresas como esta”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados