RCB/TuneIn
Domingo, 18 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
“O LIVRO DO IMPÉRIO”
Rádio Cova da Beira
É este o título da mais recente obra do escritor covilhanense João Morgado e que chega aos escaparates na próxima quarta-feira. Trata-se de um romance histórico que narra parte da história de Portugal em vésperas da batalha de Alcácer-Quibir, baseado nos últimos anos da vida do poeta Luís de Camões.
Por Nuno Miguel em 21 de Oct de 2018
“Concentra-se nos últimos anos de Camões; não no poeta dos amores e dos devaneios mas no poeta que já regressou da Índia, doente, já com uma certa idade, arrependido da vida devassa que levou e que está empenhado em escrever uma grande obra que o imortalize a ele mas que também imortalize Portugal. É um romance muito concentrado nos Lusíadas, nas mensagens que estão no livro e o leitor ao ler este livro vai descobrir coisas que não tinham ideia que existiam nessa obra”.     
E se Camões procurava o endeusamento dos Portugueses pelas palavras, o rei D. Sebastião perseguia o mesmo objectivo mas através do recurso às armas “endeusando os nossos heróis por comparação era um libelo acusatório à corrupção que se vivia em Portugal no século XVI. Vivíamos com uma nobreza corrupta, já na ressaca dos descobrimentos com os cofres reais completamente vazios e com um rei, que era D. Sebastião, completamente perdido nos seus devaneios que iria ser um rei guerreiro e iria devolver a glória ao império. Temos assim um rei que queria devolver a glória através das armas e temos um poeta que queria devolver a glória através das letras. Eram dois homens que tinham um objectivo em comum que era combater a devassidão em que Portugal tinha caído”.  
Este é o terceiro romance histórico editado pelo escritor covilhanense que anteriormente já apresentou trabalhos como “Vera Cruz”, dedicado a Pedro Álvares Cabral e “Índias” assente sob a figura do navegador Vasco da Gama. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados