RCB/TuneIn
Domingo, 15 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
DISTRITAL DE CASTELO BRANCO
Com os resultados que se verificaram na pen?ltima jornada da 1? fase do distrital de Castelo Branco, passaram a ser dois os l?deres do campeonato. Agora ?guias do Moradal e Pedr?g?o, por esta ordem, partilham o primeiro lugar, com 47 pontos, mas a luta maior discute-se pelo sexto posto, aquele que tamb?m d? passagem ? discuss?o do t?tulo. Oleiros, Teixosense e Valverde s?o os clubes que v?o lutar por conseguir esse objectivo.
Por José Joaquim Ribeiro em 21 de Feb de 2010
Esta foi também a jornada em que se bateu mais um record de golos marcados por uma única equipa. Foi no Campo do ventoso, no Estreito que o Águias do Moradal “ aplicou “ chapa doze à frágil equipa da Lardosa. Foi uma partida que deu para que muitos jogadores marcassem neste jogo, mas o destaque vai para Esteves e Bruno Vieira, que foram quem mais marcou, três golos para cada um, numa partida muito fácil para os comandados de António Belo. Importa dizer que a equipa do Estreito é a mais concretizadora, com 59 tontos apontados e é também a que sabe defender melhor a sua baliza. Só sofreu 12 golos nos 21 jogos realizados.

No derby do concelho do Fundão não houve golos, as equipas de Valverde e Atalaia do Campo não conseguiram criar condições para que os ataques se sobrepusessem às defesas. Na primeira parte a equipa de Micas soube fechar-se muito bem e a formação comandada por Joca, que jogava lenta, também não criava situações que lhe pudessem dar vantagem. Na segunda parte a Atalaia entrou mais afoita, teve um bom primeiro quarto de hora, mas depois voltou a monotonia, embora continuasse a ter mais posse de bola e mais desenvoltura nos processos ofensivos. O Valverde utilizou a arma do contra-ataque, que acabaram por, também, não resultar. Quando assim é, o espectáculo fica mais pobre, embora a emoção tenha perdurado durante toda a partida. A luta pelo sexto posto vai manter-se até ao final desta primeira fase. Pode ler a crónica deste jogo à parte neste site.

No Fundão a equipa do Pedrógão de S. Pedro foi mais afortunada e conquistou os três pontos. A primeira parte foi jogada sem que se tenham criado grandes oportunidades para que o marcador sofresse alterações, a Desportiva teve que optar pelo futebol directo, ou muitos passes laterais devido à pressão alta que o seu adversário lhe estava a fazer. A única situação em que o golo esteve eminente aconteceu por intermédio de Hélder Rodrigues, que falhou na cara do golo. Na segunda parte a Desportiva veio com outras intenções, teve um reinicio muito prometedor, criou algumas situações de perigo junto da área adversária, mas passados 15 minutos voltou a baixar a sua produção de jogo e a deixar que o adversário equilibrasse a contenda e saísse em perigosos contra-ataques. Foi numa dessas jogadas rápidas que resultou o único golo do encontro. Ricardo ganhou a posse de bola a meio campo, fez, rapidamente o cruzamento e Fábio Portugal, antecipando-se aos centrais do Fundão, atirou a contar. Com este golo o Pedrógão baixou as linhas e o Fundão podia ter chegado ao tento da igualdade, tendo feito o suficiente para o merecer.

Noutro jogo onde o alvo principal era chegar ao 6º lugar, o Oleiros não deixou os seus créditos por mãos alheias e foi a Vila de Rei vencer, categoricamente o Vilarregense, por 4-0. Gelson, Ludvico e Tomás (2) apontaram os golos que valeram os três pontos e que contribuíram para que os comandados de José Ramalho colocassem o clube no lugar pelo qual estão empenhadamente a lutar.

No Teixoso a partida foi muito bem disputada, quer pela equipa da casa, quer pela formação que veio de Cernache do Bom Jardim. A equipa de Simões Gapo apresentou-se muito bem exposta no pelado, fez uma boa circulação de bola, optou mesmo por ter posse em contraste com o futebol mais directo da equipa de Mário Pereira. A equipa do Vitória, na primeira oportunidade que criou marcou, por intermédio de Dani, o Teixosense, que teve, três minutos depois de ter sofrido o golo, uma grande penalidade, que Toni cometeu sobre Luís Pedro, mas que João Bruno desperdiçou, permitindo a defesa ao guardião contrário. O 0-2 teve lugar aos 28’, numa boa iniciativa de Santolini. O Teixosense ainda relançou o encontro, quando Luís Pedro, o homem mais inconformado dos teixosenses, marcou aos 38. Na segunda parte o Sernache controlou a partida e o resultado.

O jogo de Unhais da Serra não teve grande história, em face da postura que a equipa da casa tem tido neste campeonato, o resultado final de 1-3, favorável ao Proença, encaixa-se perfeitamente no padrão de resultados daquela equipa serrana..

Com estes resultados, Águias do Moradal e Pedrógão de S. Pedro lideram o campeonato, com 47 pontos, seguidos de Atalaia do Campo, com 46, V.Sernache, com 42, AD Fundão, 37 e Oleiros 33. Importa referir que a uma única jornada do fim, são três os candidatos ao 6º posto da classificação, aquele que também dá direito a disputar os jogos que vão atribuir o titulo de campeão distrital: Oleiros, Teixosense e Valverde. Na última jornada jogam entre si dois desses pretendentes, Oleiros – Teixosense e o Valverde desloca-se a Pedrógão de S. Pedro.

O jogo mais importante da última ronda realiza-se em Atalaia do Campo entre a equipa da casa e o Águias do Moradal, um jogo apenas para somar pontos e que pode ditar o vencedor desta primeira fase.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados