RCB/TuneIn
Domingo, 15 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SERNACHE VENCE NO TEIXOSO
A partida entre Teixosenses e Vit?ria de Sernache foi muito bem disputada. A equipa de Sim?es Gapo apresentou-se muito bem exposta no pelado, fez uma boa circula??o de bola, optou mesmo por ter posse em contraste com o futebol mais directo da equipa de M?rio Pereira
Por José Joaquim Ribeiro em 21 de Feb de 2010
Depois de um período de estudo mútuo, com algum equilíbrio, patenteado, fundamentalmente na zona de meio campo e com as duas equipas a fazerem uma boa cobertura da sua zona mais recuada, foi o Sernache que deu o primeiro aviso, por Santolini, ao sair em drible do meio de três jogadores do Teixosense, ganhando posição central, rematando por cima.

O golo que abriu o marcador aconteceu aos 19 minutos, num dos raros lances que até ali tinham levado a bola a rondar as duas áreas. O lance resulta de um livre lateral batido a meio do meio campo defensivo do Teixoso, a bola foi colocada ao segundo poste onde Ricardo André a recebe de cabeça e a coloca na zona frontal onde, muito rápido, Dani aparecer a rematar, também de cabeça, sem quaisquer hipóteses para o guardião Joel.

A resposta não demorou a fazer-se sentir, volvidos apenas três minutos a equipa da casa teve ocasião de chegar ao empate, na sequência de uma grande penalidade que Toni cometeu sobre Luís Pedro e que João Bruno, batendo para o lado direito de Fábio, proporcionou a defesa ao guardião do Vitória. Como quem não marca sujeita-se a sofrer, a equipa do Teixosense sofreu mesmo o segundo golo, à passagem do minuto 28. Santolini ganhou a posse de bola junto da bandeirola de canto, parecia que a situação estava controlada pela defensiva do Teixosense, só que o jogador do Sernache driblou um adversário e, com este gesto primoroso, ficou apenas com Joel pela frente. Como o mais difícil estava feito, Santolini só teve que escolher o lado para atirar para o golo. Um tento muito bem trabalhado por este belíssimo jogador.

O Teixosense nunca desistiu de poder fazer melhor e foi à procura de um tento que pudesse relançar a partida. Teve uma primeira ameaça, num remate de meia distância de Canário, com Fábio a defender para a frente e a recarga a não surtir, até que, aos 38m, Bragança ?, ganha a posse de bola a meio campo, coloca-a na frente de Luís Pedro, este isola-se e, com Fábio pela frente atirou a contar, também um lance muito bem gizado pela equipa de Mário Pereira. Foi com este resultado que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte a equipa do Sernache entrou melhor, criou logo uma boa ocasião, num remate de Diogo Simão, na sequência de um pontapé de canto, mas o Teixosense respondeu, também de canto, com Chasqueira a rematar por cima. Entrou-se numa fase do jogo em que a preocupação do Vitória era de controlar a partida e guardar a vantagem de que dispunha e o Teixosense a tentar surpreender em jogadas de contra-ataque. Numa das jogadas rápidas da equipa da casa, foi assinalada uma falta lateral que João Bruno marcou, colocando a bola na zona frontal onde apareceu Jorge a antecipar-se a toda a gente, mas a rematar, de cabeça, ligeiramente por cima. Respondeu o Sernache, primeiro por Tiago Farinha, com um remate forte, de meia distância, mas por cima da barra e depois através de uma jogada, pela direita, com a bola a entrar na baliza de Joel, mas a ser anulado o lance por posição incorrecta do jogador que tocou o esférico para o fundo das redes.

O lance de maior perigo e aquele que podia ter dado a igualdade na partida aconteceu aos 88, por Sérgio. Este central do Teixosense, a cerca de três metros da baliza tentou rematar de primeira, depois de um bom lance ofensivo da sua equipa, mas o melhor que conseguiu fazer aplicar uma rosca na bola, com esta a subir e a sair ao lado. Foi o último fôlego da equipa de Mário Pereira. Mário Pereira que fez uma opção que na nossa opinião terá sido exagerada, ao colocar Sérgio a fazer marcação directa, em todo o campo, a Rabaã, contribuindo, a nosso ver e desse modo, para que o seu adversário tivesse sempre mais um homem no meio campo disponível nas diferentes de acções do jogo.

A vitória assenta bem à equipa do Vitória, que se mostrou nesta partida muito personalizada e recheada de bons executantes. Os mais favoritos à conquista do titulo vão ter que contar com esta equipa.

Boa arbitragem de Mário Rui Gomes

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados