RCB/TuneIn
Terça, 16 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
FUNDÃO VENCE PRÉMIO REGIOSTAR
Rádio Cova da Beira
O Centro de Negócios e Serviços Partilhados do Fundão venceu o prémio Regiostar na categoria de “projectos com forte impacto em termos de geração de emprego e riqueza”. O prémio, entregue pela Comissão Europeia, foi recebido esta tarde em Bruxelas pelo presidente da câmara do Fundão, durante a cerimónia de entrega de prémios Regiostar, uma espécie de óscares de projectos apoiados pelos fundos europeus.
Por Paula Brito em 09 de Oct de 2018

À RCB, Paulo Fernandes, fala do significado daquele que é “talvez o reconhecimento de maior valor que alguma vez o nosso município recebeu”. Uma distinção que o autarca espera que dê ainda mais frutos no futuro, facilitando o acesso das empresas já instaladas a novos apoios e atraindo outras empresas e investimentos.

“Ter o selo Regiostar vem permitir-nos, nos próximos tempos, por um lado receber imensas propostas de parcerias para desenvolver projectos por toda a Europa, e por outro, todas as nossas empresas e investidores terão um incentivo extra”.  

O prémio, que o autarca dedica a todos os fundanenses, vem confirmar que a estratégia colectiva de desenvolvimento é a correta. Uma distinção que vem incentivar e responsabilizar ainda mais o município, mas que ultrapassa as fronteiras do concelho.

“É um estratégia que é muito importante para os territórios de baixa densidade, ela não só tem um significado para o nosso concelho mas, sendo assim reconhecida, é porque pode ser replicada noutros territórios. Por outro lado, para a região centro, onde estamos incluídos, e numa altura em que se discute o próximo quadro de apoio, não deixa de ser uma excelente notícia, porque significa que nesta região os fundos têm boa aplicação e se podem criar novas oportunidades e dimensões de apoio para a nossa região nos próximos anos.”

O centro de negócios e serviços partilhados do Fundão faz parte de uma estratégia de inovação e desenvolvimento com forte impacto para o município.

“Foram mais de 500 postos de trabalho qualificados criados, 14 empresas tecnológica que tiveram aqui o apoio e mais de 200 projectos de natureza privada que foram apoiados directa ou indirectamente a partir desta estratégia, que já tem um impacto muito positivo sobretudo porque estamos a falar de um território que tem pouco mais de 28 mil habitantes, essa foi uma questão muito valorizada pela Comissão Europeia". Conclui o autarca.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados