RCB/TuneIn
Segunda, 10 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
TARDE DESPORTIVA
Rádio Cova da Beira
Sporting da Covilhã só no prolongamento conseguiu manter-se na Taça de Portugal. O Sertanense é a outra equipa do distrito que se mantém na prova rainha do futebol nacional, ao vencer a equipa do distrital, o V.Sernache. Também o Oleiros ficou pelo caminho depois da derrota em Loures. No arranque do distrital de Castelo Branco destaque-se a goleada do Pedrógão sobre a Boidobra.
Por José Joaquim Ribeiro em 30 de Sep de 2018

Outras da categoria:

TAÇA DE PORTUGAL - 2ª ELIMINATÓRIA

 

CESARENSE 1-2 SP. COVILHÃ

 

16' 1-0 Chapinha

 

72' 1-1 Onieka

 

112' 1-2 Rick Sena. Ao minuto 22 do prolongamento os serranos conseguiram dar a volta ao marcador na sequência de uma jogada de Onieka.

 

Terrivelmente difícil o jogo para os serranos. O Cesarense, equipa do Campeonato de Portugal, foi mais pressionante, muito mais agressiva da disputa de cada lance e tinha o apoio do seu publico, um factor de motivação muito importante. Naturalmente, a qualidade de um e outro plantel não se questiona. O Sporting da Covilhã com mais argumentos, ainda que o relvado não deixasse que se exibissem a um bom nível e os da casa a responderem com as suas próprias armas: a garra. Acabou por ser a qualidade a impor-se quando foi necessário decidir a partida. No prolongamento, já com 112 minutos jogados, os serranos marcaram o golo do triunfo e a passagem à 3ª eliminatória.

 

O Jogo em César foi, seguramente, mais difícil do que os leões da serra estariam à espera, mas nesta coisas da Taça de Portugal, onde os tomba gigantes aparecem do nada, é necessário todas as cautelas e, provavelmente, com mais alguma determinação os covilhanenses podiam ter evitado o prolongamento.

 

Depois da Taça regressa o campeonato e o Sporting da Covilhã joga sábado no Santos Pinto com o Penafiel, pelas 16 horas.

 

 

 

V. SERNACHE 1-3 SERTANENSE

 

38' 0-1 Barbosa

 

42' 0-2 Kevin

 

64' 0-3 Ricardo Pires

 

72' 1-3 Sandro

 

O jogo revestia-se difícil para o Sertanense mas a equipa de João Pinto soube torna-lo fácil, com a obtenção de dois golos quase de rajada. Com uma vantagem de dois golos a equipa geriu e ainda conseguiu ampliar para 3-0. O Vitória, que por disputar o distrital não tem os argumentos do Sertanense, deu muito boa conta do recado e conseguiu mesmo o tento de honra na partida. Sertanense segue em frente e o Vitória fica pelo caminho. 

 

No próximo fim de semana o Sertanense vai regressar ao campeonato de Portugal, com jogo em Alverca enquanto que o Vitória de Sernache, que adiou o seu jogo do distrital com o Belmonte para disputar esta eliminatória, vai estrear-se no distrital, jogando na Idanha com o Idanhense. 

 

 

SPORTIVO LOURES 1-0 OLEIROS

 

88' 1-0 Rodrigo Thompson

 

A equipa de Oleiros, que vinha de uma derrota copiosa no campeonato, resistiu o que pôde neste jogo em Loures. A equipa bateu-se bem mas o golo, já nos minutos derradeiros tudo deitou a perder. A equipa fica fora da Taça, prova onde na época passada deixou marca e tem que se virar para o campeonato. O jogo com o Mação da próxima jornada no seu terreno reveste-se de grande importância para que o índices de confiança possam tomar conta da equipa.

 

 

CAMPEONATO DISTRITAL - 1ª JORNADA

 

 

BOIDOBRA 0-4 PEDRÓGÃO

 

23' 0-1 Amarelo

 

25' 0-2 João Henriques

 

78' 0-3 Batista

 

85' 0-4 Cláudio

 

 

ÁGUIAS MORADAL 2-1 PROENÇA

 

14' 0-1 Suisso

 

34' 1-1 Ivan Carvalho g/p

 

75' 2-1 Miguel Vinagre


 

 

ATALAIA DO CAMPO 1-0 C.AC. FUNDÃO

 

37' 1-0 Tinga

 

 

V.V. RÓDÃO 1-1 IDANHENSE

 

68' 0-1 Pedro Carmo

 

81' 1-1 Daniel Fernandes

 

A primeira jornada do campeonato distrital, ainda incompleta, não teve nenhuma surpresa. Os jogos das duas jornadas da Taça de Honra tinham deixado a imagem (primeiras imagens) daquilo que se pode esperar de cada equipa que disputa esta prova, desde logo, sabia-se da fragilidade da Boidobra um clube que regressou às competições oficiais depois de muitos anos de ausência e por isso a necessitarem de tempo, para se prepararem para outras andanças e objectivos no futuro. A golada sofrida não constitui uma grande surpresa, perante um  Pedrógão mais estruturado. Na Atalaia do Campo a equipa de Sérgio Duarte impôs-se à formação de Joca, num jogo com poucas oportunidades, o Águias do Moradal, pese o susto de ter ficado a perder logo aos 14', deu a volta ao resultado, conquistando um triunfo por demais esperado e finalmente o empate em Ródão. A equipa do Idanhense foi a primeira a marcar mas o empate surgiu já na parte final do encontro e a divisão de ponto não se pode dizer que não está dentro da lógica.

 

No próximo domingo realizam-se os jogos da segunda jornada, com os seguintes confrontos: Pedrógão - Águias Moradal, Belmonte  - Boidobra, Proença - Atalaia Campo,  C.Ac.Fundão - V.V.Ródão  e  Idanhense - V.Sernache.

 

 

FUTEBOL DE FORMAÇÃO

 

No campeonato nacional de iniciados o clube Académico do Fundão deixou-se surpreender pela equipa da Marinha Grande. Os fundanenses foram sempre superiores ao seu adversário mas pecaram por não concretizarem lances de golo eminente. É verdade que tiveram um golo que a equipa de arbitragem não considerou, num claro erro arbitral, uma vez que a bola esteva cerca de um metro para lá da linha de golo, mas depois de terem estado em vantagem no marcador, não souberam "matar" o jogo e não souberam defender a vantagem adquirida. Como muito bem disse o técnico dos fundanenses, quando o abordamos no final do encontro, este empate pode servir para que os jovens voltem a ter os pés bem assentes na terra e se deixem de deslumbramentos.

 

Com este empate caseiro a equipa do CAF mantém-se entre os primeiro quatro da classificação, com 11 pontos, que vão disputar a segunda fase de subida. Na próxima jornada voltam a jogar em casa, desta feita com a U. Leiria.

 

No campeonato nacional de juvenis a equipa do Bairro Valongo de castelo Branco sofreu a 6ª derrota consecutiva, neste domingo foi em Almeirim com a União local. Está a ser muito difícil à equipa albicastrense ombrear com adversários que já se consolidaram nos nacionais e que por isso têm argumentos que o Valongo ainda não conseguiu adquirir. Após seis jornadas realizadas é o clube que ainda não tem pontos conquistados e isso deixa as suas marcas. No próximo domingo a equipa recebe o Sintrense.

 

No campeonato nacional da 2ª divisão em juniores , o Benfica e Castelo Branco conquistou o primeiro ponto da temporada. Foi na Gafanha onde a equipa empatou com a equipa da casa a zero. Este resultado, obtido fora de portas indicia que a equipa esta melhor e mais confiante. No próximo sábado joga em casa com o Ac. Viseu e era importante que obtivesse um triunfo para poderem motivar e galvanizar a equipa para o resto do campeonato.

 

FUTSAL

 

 

Na segunda jornada do campeonato nacional da 2ª divisão os três clubes do distrito estiveram muito bem. Duas vitórias e um empate deixam no ar que o trabalho ao nível dos séniores está a ter qualidade.  O jogo que mais atenções despertava jogava-se em Castelo Branco com o Bairro da Boa Esperança a receber o cadidato à vitória na série, o Ferreira do Zêzere . O jogo começou melhor para os forasteiros e mercê desse facto adiantaram-se no marcador, mas a equipa albicastrense respondeu de pronto e Fábio Mota, com o seu habitual sentido de oportunidade, junto ao segundo poste finalizou com sucesso e igualou a contenda. Na segunda parte a formação do Ferreira do Zêzere voltou a entrar mais forte e voltou para a frente do marcador, com mais dois golos, colocando o resultado em 1-3. Quando se poderia pensar que o jogo estava decidido, a formação de Telmo Roque reagiu e de novo por Fábio Mota, reduziu para 2-3, com outro golo como ele gosta de marcar, ao aparecer de rompante ao 2º poste e a tocar para o fundo das redes. Este golo do ex-ADF relançou o jogo e Telmo Roque sem nada a perder, apostou no 5x4 e foi feliz. Num lance em que o FZ não conseguiu aliviar, apareceu Bruno Serôdio à boca da baliza a rematar de baixo para cima e fixar o resultado num empate.

 

 

O Cariense foi até à Figueira da Foz para jogar com o Alhadense e veio de lá com mais uma vitória bem expressiva. Depois da goleada da 1ª jornada, mais um resultado por números bem elucidativos, 4-1, com Dani a marcar o primeiro no decorrer da primeira parte e Shina, Pedrito e Mica a marcarem os restantes no segundo período de jogo. Com esta vitória os comandados de Vítor Espinhaço lideram a série, com 6 pontos, tendo a companhia do S, João e do Covão Lobo. 

 

No Ladoeiro a equipa do concelho de Idanha venceu mas acabou com o credo na boca. Na primeira parte a equipa esteve muito bem conseguindo um resultado robusto e que dava, aparentemente, alguma tranquilidade. Ao intervalo o Ladoeiro vencia por 5-1. Na segunda parte a gestão do resultado não foi feita da melhor maneira o que permitiu que os forasteiros chegassem ao 5-4, com o empate a estar eminente. A formação do Ladoeiro não se entende com o 5x4 quando o adversário usou esta estratégia e também não tirou grande vantagem quando  ela própria usou a mesma estratégia. A vitória no encontro é mais do que justa, principalmente pela boa primeira parte.

 

No próximo sábado o Cariense recebe a forte equipa do S.João, o Ladoeiro vai jogar em Ferreira do Zêzere e a Boa Esperança desloca-se a casa do Covão Lobo. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados