RCB/TuneIn
Terça, 16 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
UBI DEFENDE CENTRO HOSPITALAR DA BEIRA INTERIOR
Rádio Cova da Beira
Pró Reitor da Universidade da Beira Interior voltou a colocar na agenda a discussão sobre a criação de um centro hospitalar à escalada da Beira Interior. Foi esta manhã, durante a sessão de abertura do 5.º congresso médico que reúne na Covilhã cerca de 400 médicos sob o tema “Inovação em medicina”.
Por Paula Brito em 28 de Sep de 2018
Manuel Lemos saudou a recente classificação do Centro Hospitalar para Centro Universitário da Cova da Beira, um estatuto que deve ser alargado às Unidades Locais de Saúde da Guarda e de Castelo Branco.

“E sendo esta uma evolução importante, faz todo o sentido que a designação de universitária seja estendida às Unidade Locais de Saúde da Guarda e Castelo Branco que estiveram presentes, desde a primeira hora, na criação da Faculdade de Ciências da Saúde e do seu curso de medicina, contribuindo de forma igual para a missão da Universidade. Por isso as ULS de Guarda e Castelo Branco têm toda a legitimidade de reclamar para si o estatuto de universitárias.”

Mas o Pró Reitor da Universidade da Beira Interior vai mais longe na ambição.

“Não será já tempo de retomar o tema da criação de um centro hospitalar universitário da Beira Interior? Que junte os três polos da Beira Interior e concorra com os outros grandes centros hospitalares universitários? Esta solução não é apenas defendida pela UBI, mas é sustentada por múltiplos estudos e pareceres realizados nos últimos anos. Naturalmente que tem havido posições discordantes mas é na geração mais jovem que se encontram os maiores apoiantes desta solução.”

Uma das vozes discordantes é a de João Casteleiro. O presidente do conselho de administração do Centro hospitalar universitário da Cova da Beira elogiou a organização do congresso que conseguiu mobilizar todas as estruturas de saúde da Beira Interior, sinal de que é mais o que une do que o que separa a região “mas isso não significa que concorde com a formação de uma instituição única, macro dimensionada e quantas vezes ingovernável, mas acredito na complementaridade, na entreajuda e solidariedade entre as nossas instituições que nos permita servir com equidade este nosso interior.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados