RCB/TuneIn
Sábado, 15 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“ESPAÇOS VERDES FORAM OSTRACIZADOS”
Rádio Cova da Beira
A concelhia do PSD da Covilhã vem, em comunicado, “repudiar a falta de limpeza do parque da Goldra e toda a forma como a câmara municipal gere o espaço público”.
Por Nuno Miguel em 17 de Sep de 2018

De acordo com o PSD da Covilhã o actual executivo “ostracizou todos os espaços verdes que a cidade possui, deixando-os ao abandono, transformando qualquer local numa espécie de selva urbana desabitada, digna de qualquer documentário da National Geographic. Quem visitar, por exemplo a jóia da coroa socialista de 2017, o Jardim das Artes, vê um monumento ao desleixo que teve um custo milionário de cerca de um milhão de euros e que neste momento está desprezado, tal como o Jardim do Lago, onde, a partir do momento em que o sol se põe, a iluminação artificial não aparece”.
Face a esta situação, a concelhia do PSD da Covilhã decidiu organizar a primeira concentração local de motorroçadoras no parque da Goldra “para de forma cívica e construtiva, sensibilizar o actual executivo pela aparência descuidada com que estão a ser tratados os espaços públicos no nosso concelho para assim fazer, de forma proactiva e voluntária, o trabalho que os eleitos pagos para tal não fazem”, tendo enviado à autarquia um pedido de autorização para a realização do evento.
Os social democratas acrescentam que, na sequência desse pedido de autorização, “foi de imediato foi realizada a intervenção e respectiva limpeza do espaço, a fim de impedir a iniciativa do PSD. A conclusão a que chegamos é só uma. Continuamos a navegar à vista, sem visão estratégica e sem planeamento”.
Por fim o PSD da Covilhã afirma que está a equacionar a aquisição de um reboque “para que mais facilmente o PS da Covilhã consiga acompanhar a nossa acção política”.

A denúncia feita neste comunicado foi levantada pela bancada do PSD na última reunião da assembleia municipal. Vítor Pereira referiu que "há sítios na cidade que este verão, e estou a falar de ervas nos passeios, que não foram limpos com o zelo que habitualmente é feito. Isso porque mobilizámos os meios para as freguesias, dando prioridade à segurança de pessoas e bens. Procedemos à limpeza nas zonas de protecção e nas estradas das aldeias e das vilas".   


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados