RCB/TuneIn
Terça, 11 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AEGX RENOVOU CONTRATO DE AUTONOMIA
Rádio Cova da Beira
Agrupamento de Escolas Gardunha e Xisto, no Fundão, renovou, por dois anos, contrato de autonomia com o ministério da Educação. Cândida Brito diz que nestes dois anos gostaria de ver cumprido o único item que ficou para trás: a criação de duas salas, uma para crianças com autismo e outra especializada para a multideficiência, da responsabilidade do município.
Por Paula Brito em 14 de Sep de 2018
 

“Eu espero que este ano a questão económica se resolva, porque a parte financeira, nós sabemos que vai haver um dispêndio fabuloso no outro agrupamento, e eu tenho sempre a esperança que haja algum dinheiro que possa ser também utilizado na melhoria das condições. E eu só peço isto, já não peço mais nada.” 

Apesar disso, as necessidades são muitas. Ao nível de infraestruturas nem tudo está bem: “Não posso dizer que estamos bem, porque não estamos. Estamos bem nas escolas de primeiro ciclo e no pré-escolar, aí realmente a Câmara Municipal tem feito investimentos e tem melhorado as condições das escolas. Mas a sede do agrupamento não está bem, está a necessitar de obras, de espaços requalificados e isso, para mim, é um handicap grande.”

Em entrevista à RCB, Cândida Brito explica o tipo de obras que são necessárias na sede do agrupamento: “Precisa de todo o espaço exterior arranjado em condições. Nós este ano andámos a tentar, pelos nossos meios, arranjar uma forma de canalizar águas que entram no nosso terreno e inundam tudo, que nem os nossos alunos sabem por onde andar, nem os adultos. E depois as persianas, andamos sempre a arranjá-las, estão todas velhas, todas as partirem-se. A parte de esgoto devia ser toda revista, porque também se entope constantemente.”

Além das obras no exterior, no interior é necessário renovar o equipamento: “Precisava de mobiliário novo, e não tenho dinheiro para comprar mobiliário. Eu, este ano, fiz um esforço enorme para conseguir fazer agora duas salas diferentes, que tenho de fazer porque faz parte do nosso projecto de flexibilidade. As mobílias têm 20 e tal anos, tudo se desgasta tudo se estraga.”

No Agrupamento de Escolas Gardunha e Xisto, depois da recepção ontem aos alunos do segundo e terceiro ciclos, esta sexta-feira é a vez das crianças do pré-escolar e primeiro ciclo.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados