RCB/TuneIn
Quarta, 21 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
AMBIENTE POLÍTICO É CLAUSTROFÓBICO
Rádio Cova da Beira
O presidente da concelhia do PSD de Castelo Branco considera que se vive naquele concelho um ambiente claustrofóbico do ponto de vista político. Na cerimónia de inauguração da nova sede da distrital social democrata, Carlos Almeida não poupou nas críticas à gestão seguida por Luís Correia à frente da autarquia albicastrense.
Por Nuno Miguel em 13 de Sep de 2018

Outras da categoria:

“Nos últimos tempos, Castelo Branco tem sido notícia a nível nacional pelas piores razões. Esta governação do PS faz com que Castelo Branco viva hoje um ambiente político claustrofóbico. Na governação socialista que já dura há mais de 20 anos foi sendo construída uma teia de interesses em que se foi governando sobre o lema para os amigos e familiares tudo, para a oposição a lei”. 
Carlos Almeida apontou como um exemplo dessa situação de claustrofobia o facto de ele próprio ter sido afastado da sub direcção de um agrupamento de escolas daquela cidade, devido a pressões políticas exercidas pelo presidente da câmara municipal “não há drama algum na minha saída de sub director do agrupamento, não estou nem nunca estive apegado ao poder. Agora esta situação ganha relevo do ponto de vista político quando eu sou afastado deste cargo porque alguém nesta cidade, e esse alguém é o presidente da câmara de Castelo Branco, que assim o exigiu e o determinou. E exigiu porque a não acontecer isso estaria em, causa o financiamento de um conjunto de obras ao agrupamento de escolas onde eu exigia as funções de sub director”.  
Contactado pela RCB, o presidente da câmara municipal de Castelo Branco, Luís Correia, não quis fazer quaisquer comentários sobre o assunto.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados