RCB/TuneIn
Quinta, 17 Jan 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
COVILHÃ: RUA MATEUS FERNANDES EM LIVRO
Rádio Cova da Beira
‚ÄúMateus Fernandes mem√≥rias de uma rua na primeira pessoa‚ÄĚ √© o livro de Ant√≥nio Pinto Pires que relata v√°rias perip√©cias naquela que foi a sua rua de inf√Ęncia. A cerim√≥nia de lan√ßamento decorreu no √Ęmbito das comemora√ß√Ķes dos 66 anos do CCD do Rodrigo.
Por Paula Brito em 12 de Sep de 2018

Satisfeito com a sala cheia, o presidente da direcção, Manuel Teixeira, diz que o livro é uma espécie de reavivar as várias memórias da Rua Mateus Fernandes, um lugar muito especial. “Foi um viver de histórias e já não me lembrava disto, eu que nasci aqui, passei aqui a minha juventude toda, mas foi engraçado e interessante recordar. Esta iniciativa foi um êxito, com certeza que sim, porque teve sala cheia”.

Para o autor do livro, António Pires, a construção da sua mais recente obra sobre a Rua Mateus Fernandes foi muito “gratificante”, devido à importância que o local teve noutros tempos.

“A Mateus Fernandes, para quem fizer a sua análise, o seu estudo, e eu que acabo por vivê-la ao longo da minha vida, é uma rua que permite que se faça uma leitura sociológica do que foi a Covilhã. Porque era uma rua tão diversa, tinha todos os segmentos da sociedade que coexistiam no seu dia-a-dia e digamos, até que de uma forma pacífica.”

Antes da cerimónia de lançamento do livro foram expostos vários modelos de comboios em miniatura de um dos associados, José Ferreira. O autor, em declarações à RCB, assume que sempre teve uma paixão por estes objectos: “Sempre gostei dos caminhos de ferros. E há cerca de 15 anos, quando começaram a aparecer estas coisas no mercado, eu comecei a comprar todas as semanas”. Actualmente já não há peças de comboios em miniatura à venda no mercado, o que atribui um carácter “inédito” à colecção de comboios em miniatura de José Ferreira.

Com Beatriz Cavaca 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados