RCB/TuneIn
Domingo, 21 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COVILHÃ PERDE LIDERANÇA
Rádio Cova da Beira
Adolfo Mesquita Nunes diz que a proposta de Álvaro Amaro de mudar estatutos da CIM para consagrar a sede da Comunidade Intermunicipal da Beiras e Serra da Estrela na Guarda, vem confirmar a perda de liderança que a Covilhã tem vindo a assistir nos últimos anos.
Por Paula Brito em 11 de Sep de 2018
 

 “A Covilhã, de há muitos anos para cá, perdeu qualquer capacidade de liderança e de iniciativa política a nível nacional, e como tal está a viver à sombra, ou arrastada pela iniciativa política dos outros autarcas e das outras cidades. Era importante que os covilhanenses percebessem que esta perda de liderança tem também a ver com a falta de relevância política que o presidente da câmara da Covilhã tem.”

Declarações do vereador do CDS-PP na câmara da Covilhã, no final da última reunião privada a propósito da intenção do autarca da Guarda de propor uma alteração aos estatutos da CIM para que a sede da Comunidade Intermunicipal passe a ser na Guarda em definitivo.

Uma proposta que na opinião de Vítor Pereira está ferida de legalidade.

“Sem fazer considerações de natureza política, eu duvido da legalidade dessa proposta, na medida em que, cada vez que há eleições autárquicas há um novo quadro, um novo circunstancialismo político e é por isso que as sedes não são fixas. Não em utilidade nenhuma essa proposta, enfim, é para consumo político interna do presidente Álvaro Amaro.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados