RCB/TuneIn
domingo, 25 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
TEATROAGOSTO NO FUNDÃO, SOUTO DA CASA E CASTELO BRANCO
Rádio Cova da Beira
O Festival Internacional de Teatro ao Ar Livre acontece este sábado em três locais: Moagem (Fundão), no Largo da junta de Freguesia de Souto da Casa e Monte do Índio (Castelo Branco) todos às 22:00h.
Por Paulo Pinheiro em 18 de Aug de 2018

Filipe Crawford sobre ao palco n´A Moagem com “A Última Noite do Capitão”

Tragicomédia dell’Arte que relata a vida de Francesco Andreini, comediante renascentista, utilizando as máscaras de couro da Commedia e salvando do esquecimento monólogos exultantes e barrocos ditos pelo Capitão, alternando entre o relato pungente de Andreini e a fantasia do Capitão.

A Última Noite do Capitão de Felipe Cabezas / Encenação e interpretação de Filipe Crawford.

 

Em Souto da Casa a Marmore Prodcciones apresenta “Juba, el niño calvo”

Poesia e comédia, reflexão e loucura, sonhos e desespero … O mundo de Juba apresenta uma realidade paralela onde tudo não é o que parece. Este personagem de desenho animado, tão real como a própria vida oferece-nos um espetáculo de circo-teatro interativo divertido onde com habilidades malabaristas, destreza física e humor com amor fazem deste espectáculo um encontro de prazer total para todos os públicos.

Javier Rosado é artista Pacense, da Extremadura. Formação de três anos em arte dramática na Extremadura e Licenciado pela Escuela de Circo Carampa y Charivari em Madrid, e pela Escuela de Circo y Variedades de Moscovo. Na Dinamarca estudou Técnicas de Actuação com Odin Teatret. Trabalhou em Companhias como Teatrapo, Karlig-Danza y Arán Dramática e em produções para o Festival de Teatro Clássico de Mérida, entre outros.

Interpretação: Javier Rosado

Técnico: Koke Rodriguez

Em Castelo Branco, no Monte do Índio, a ESTE- Estação Teatral apresenta “Há Beira na Revolta”.

 

“HÁ BEIRA NA REVOLTA”

 “Há Beira na Revolta” é um espectáculo que “reúne quatro histórias de força, coragem, resistência e resiliência beirã entre o século XIX e XX. «A Tomada do Carvalhal», que conta a luta do povo do Souto da Casa para evitar que a família Garrett se apropriasse dos seus terrenos; «A história do Zé Manteigas», que nos revela a vida dura dos mineiros da Panasqueira; «A Rua dos Alves», onde dois criminosos aterrorizavam a vila do Fundão e «As Cebolas de Napoleão», um pequeno apontamento que evoca as Invasões Francesas entrando pela Beira Interior”.

 

Quatro episódios sobre “um povo desgastado com as adversidades impostas por aqueles que constantemente abusam do poder, da violência ou do suborno. A história da humanidade é, desde do seu limiar, uma sucessão de ciclos que se repetem incessantemente. A forma como estes períodos se desenrolam é diversa, mas as motivações humanas mantêm-se as mesmas, independentemente da época e do lugar. Desta maneira, é possível compreendermos melhor a história universal através de quatro pequenas estórias da Cova da Beira”.

 

A direcção artística é de Nuno Pino Custódio, num espectáculo que conta com a participação de Roberto Querido e Gonçalo Poiares. A entrada é livre nas duas localidades.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados