RCB/TuneIn
Quarta, 26 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
IDANHA ADERE À REDE SOLIDÁRIA DO MEDICAMENTO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Idanha-a-Nova e a associação “Dignitude” assinaram um protocolo de cooperação tendo em vista a integração daquele concelho no programa “Abem”, rede solidária do medicamento. A iniciativa tem como principal objectivo garantir que todos os cidadãos têm acesso nas farmácias aos medicamentos comparticipados que lhes são prescritos.
Por Nuno Miguel em 14 de Aug de 2018
Armindo Jacinto, presidente da autarquia idanhense, sublinha que a assinatura deste protocolo vai de encontro à aposta que o município tem vindo a desenvolver no sentido de melhorar a acessibilidade dos cidadãos, sobretudo dos que se encontram em situação de carência económica, à rede de cuidados de saúde “temos estado muito apostados em oferecer uma rede de saúde de proximidade às nossas populações e que isso faça com que as pessoas se sintam bem em Idanha. Nesse sentido este protocolo vem ao encontro daquilo que são as nossas expectativas e também aquilo que queremos fazer para reforçar as condições de qualidade de vida de excelência no nosso concelho que é algo a que todos nós aspiramos”.  
O programa da rede solidária do medicamento é gerido a nível nacional pela associação “Dignitude” e é direccionado a todos os beneficiários de prestações sociais mas também aos cidadãos em situação de desemprego involuntário ou de doença incapacitante, entre outras situações de carência. Sílvia Rodrigues, directora da associação, destaca a importância deste programa no sentido de permitir que nenhum cidadão deixe de ter acesso aos medicamentos que necessita “trata-se do primeiro programa que está a ser dinamizado pela nossa associação e que tem como grande objectivo criar condições para que toda a população tenha acesso aos medicamentos que precisa. Sabemos que, na maioria dos casos, eles são um bem essencial e na conjuntura de dificuldades económicas que temos a sua compra por vezes nem sempre é possível. Dai que este programa visa ajudar a ultrapassar essas limitações e garantir que todos os cidadãos, independentemente da sua condição económica, vão poder ter acesso aos medicamentos que precisam”. 
Os beneficiários deste programa vão usufruir de um cartão a utilizar nas farmácias e que vai permitir a comparticipação total de todos os medicamentos que tenham sido prescritos por profissionais do serviço nacional de saúde. No distrito de Castelo Branco são já cinco os concelhos que integram esta rede.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados