RCB/TuneIn
Segunda, 10 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
COVILHÃ: FEIRA DE SÃO TIAGO ABRE PORTAS
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara municipal da Covilhã espera avançar para a transformação da feira de São Tiago numa grande mostra das potencialidades económicas daquele concelho. O objectivo foi assumido na abertura da edição 607 do certame, que decorre no complexo desportivo daquela cidade até ao próximo dia 25, e onde marcam presença mais de uma centena de expositores.
Por Nuno Miguel em 14 de Jul de 2018
De acordo com Vítor Pereira ao longo dos últimos dois anos já tem vindo a ser feita uma aposta no sentido de diversificar as actividades económicas que estão representadas nesta feira. Um caminho para aprofundar nas próximas edições “não nos conformamos com aquilo que já temos, achamos que ainda é tímido, mas ao mesmo tempo não queremos desvalorizar o que fazemos. Esta feira está entre as primeiras dez feiras da Península Ibérica em termos de antiguidade e a nossa vontade é que ela seja cada vez melhor, mais participada e que no futuro seja diferente. Para isso precisamos de apostar cada vez mais naquilo que nos representa em ternos de actividade económica e do trabalho que é feito pelo nosso movimento cultural, associativo e desportivo”. 
Uma das apostas que pode ser feita nesse sentido passa pela instalação de uma tenda gigante no recinto da feira, dedicado integralmente a várias actividades sectoriais “essa é uma das ambições que temos, de acordo com as nossas possibilidades, mas é um bom pontapé de saída para o próximo ano. Como já disse queremos envolver cada vez mais actividades e mobilizar ainda mais os covilhanenses. No fundo é tentar reinventar a feira de São Tiago. Durante 607 anos ela sofreu muitas mutações e nós, nos próximos anos, queremos melhorá-la cada vez mais”  
Ao contrário do que sucedeu nas edições anteriores, este ano não está prevista nenhuma acção específica para a divulgação do pêssego. Vítor Pereira sublinha que não se trata de uma aposta interrompida e garante que na edição do próximo ano não só esse fruto mas todo o potencial hortofrutícola do concelho vai merecer uma atenção especial “vamos ter apenas algumas acções pontuais mas sem que seja algo muito diferenciador. A nossa ideia é preparar um conjunto de iniciativas que visam valorizar o pêssego da Cova da Beira mas também outras potencialidades que temos em todo o sector hortofrutícola”. 
Na edição deste ano, a feira tem entrada livre entre os domingos e as quintas-feiras. Às sextas-feiras e sábados, dia em que decorrem espectáculos no recinto, os visitantes tem de pagar uma entrada no valor de dois euros. Um factor que, de acordo com Vítor Pereira, não vai fazer diminuir o número de visitantes “não creio que isso aconteça, estamos a falar de um valor simbólico e quem quer vir à feira não deixará de vir por pagar dois euros nos dias em que há espectáculos. Não estou a desvalorizar as dificuldades que as pessoas têm mas, nos dias que correm, não estamos a falar de uma quantia significativa”. 
Rogério Charraz e Mickael Carreira são os nomes em destaque do cartaz de animação do primeiro fim de semana da feira. Nos dias 20 e 21 de Julho a animação vai ficar a cargo dos DAMA e de José Cid. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados