RCB/TuneIn
S√°bado, 15 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PESO RECRIA ALDEIA DOS ANOS 40 NO FESTIVAL DA FILHOS
Rádio Cova da Beira
Peso promove festival da filhós no fim-de-semana de 3 e 4 de Agosto. Para além da filhó, que dá o mote ao festival, quem visitar aquela localidade do concelho da Covilhã no primeiro fim-de-semana de Agosto vai encontrar tudo o que é tradicional da aldeia.
Por Paula Brito em 04 de Jul de 2018
“Vai ter feijão no forno, brulhões, filhós, os bolos de colher e outras iguarias como os doces de abóbora e cereja. Vamos ter um stand novo, que resulta de um protocolo com a Vinolive que vai apresentar os seus vinhos, vamos ter aqui também a produção do azeite da nossa terra, ou seja, quem vier vai degustar e poder levar os produtos biológicos da nossa aldeia.”

Segundo Rui Amaro, presidente da União de freguesias de Peso e Vales do Rio, a edição deste ano tem como principal novidade recriar na zona antiga do Peso, a aldeia dos anos 40 a 70.

“Este ano o festival da filhós vai ser diferente, vamos mostrar mais as tradições da freguesia, mostrar o que era o peso entre os anos 40 e 70, e também trazer novos stands, animação, acho que está na altura de mudar o conceito dos festivais de rua, e é isso que vamos tentar fazer este ano.”

Para isso vai contribuir o local onde se realiza o festival, e outros pormenores que a organização estipulou a pensar numa festa tradicional.

“Estamos a pedir aos expositores que se vistam como naquela época, vamos ter animação de rua de acordo, e vamos fazer o festival nas ruas tradicionais da freguesia, na rua direita, onde fizemos um trabalho de recuperação de casas em xisto com os particulares, durante o último ano.”

Com um orçamento de 15 mil euros suportado pela União de freguesias e patrocinadores, o festival da filhós já tem 22 expositores confirmados, oito dos quais de venda de filhós como é o caso dos sabores do Zêzere que, no dia da apresentação do festival, fizeram uma demonstração ao vivo de como é feita a filhó tradicional da aldeia, à lareira, com a família reunida.

“Era um dia de festa” recorda Rosa Pinheiro que herdou o dom da sogra e que partilha com duas amigas na empresa sabores do Zêzere que faz filhós o ano inteiro. “Todos os quinze dias fazemos filhós, têm muita saída. Para a festa amassamos algumas 28 dúzias de ovos”. E o que faz das filhos do Peso uma iguaria tão especial? “Acho que é o bater nelas, temos que lhe dar uma sova jeitosa, para começar a bolhar”. A tradicional filhó do Peso para degustar dias 4 e 5 de Agosto no festival onde também não vão faltar outros produtos tradicionais como o brulhão, o feijão com couve, os bolos, vinhos, azeite ou pão caseiro.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados