RCB/TuneIn
Sábado, 22 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DE POLÍTICAS DE SAÚDE
Rádio Cova da Beira
O estado do sector da saúde no concelho tem sido objecto de várias intervenções nas sessões da Assembleia Municipal do Fundão, nomeadamente o futuro do hospital fundanense e os problemas como a falta de médicos e de enfermeiros nos cuidados de saúde primários.
Por Paulo Pinheiro em 03 de Jul de 2018

Para seguir de perto as medidas aplicadas pelos responsáveis nas duas áreas, e dando cumprimento a uma decisão tomada há alguns meses no decorrer de uma sessão, a comissão permanente da Assembleia Municipal do Fundão acaba de criar a “Comissão de Acompanhamento de Políticas de Saúde”, como anunciou na sexta-feira, 30 de Junho, o membro da bancada da Coligação Democrática Unitária, Luís Lourenço, escolhido no seio da comissão para o efeito.

Liderada por Vítor Martins, presidente da AMF, integram a comissão Susana Salvado (PSD), Abel Rodrigues (PS), Luís Lourenço (CDU) e Cristina Guedes (BE).

 

Reuniões com o conselho de administração do Centro Hospitalar da Cova da Beira, na Covilhã, seguida de visita ao hospital do Fundão, e com a direcção do ACES Cova da Beira seguida de vista o Centro de Saúde do Fundão, são as primeiras iniciativas que a comissão vai efectuar

“Foi entendimento que previamente a estes encontros, a comissão devia reunir para os preparar devidamente. Como foi afirmado na reunião da Comissão Permanente, esta não é uma comissão técnica é uma comissão politica. A sua preocupação deverá ser a de acompanhamento das políticas de saúde que podem afectar o nosso concelho”, referiu Luís Lourenço.

De acordo com a comissão, as políticas de saúde que afectam o concelho não dizem exclusivamente respeito à sua área geográfica “também nos interessa o que se passa no hospital Pêro da Covilhã e no CHCB que nos serve. Essas políticas têm repercussões noutras áreas, isto é, aquilo que for decidido relativamente ao hospital do Fundão tem que ver não apenas com a política de saúde, mas também com outro desenvolvimento económico e social do concelho”, explicou.

 

“A Comissão não se representa a si própria, ela é representante de todos os membros do órgão e por isso indirectamente de todos os fundanenses”, concluiu.

 

Ainda na área da saúde, o presidente da câmara municipal do Fundão informou os membros da assembleia que o foco de legionella ambiental detectado há mais de um mês no hospital do Fundão está debelado

“Esta foi a informação que recebi do conselho de administração do Centro Hospitalar da Cova da Beira (CHCB). Depois de ter sido detectada a legionella ambiental o hospital accionou o plano de contingência e as novas análises feitas deram resultado negativo pelo que aparentemente o problema está ultrapassado. Vamos continuar a acompanhar a situação”, disse o autarca do Fundão. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados