RCB/TuneIn
Quinta, 16 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PROGRAMA DE EMERGÊNCIA SOCIAL NOS MÍNIMOS
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara municipal, Vítor Pereira, admite que que a fase é de ajustes e que ainda não estão reunidas as condições para renovar o protocolo com a Mutualista Covilhanense.
Por Paula Brito & Paulo Pinheiro em 12 de Jun de 2018

Outras da categoria:

“Estamos a ajustá-lo, a analisá-lo e também a perspectivá-lo do ponto de vista financeiro, porque ainda estamos em contenção financeira e isso também nos tolhe a acção, logo que estejamos em condições voltamos à mesa a conversar.”

O presidente da direcção da Mutualista Covilhanense, Nélson Silva, admite que tem havido uma redução da actividade social que o programa de emergência proporciona.

“Temos reduzido algum apoio, nomeadamente na parte das refeições, vamos tentando gerir, por exemplo, a famílias carenciadas que precisavam de apoio com medicamentos estávamos a fazê-lo de forma mais abrangente e temos tido mais cuidado na triagem, penso que é compreensível, porque há uma dotação orçamental e nós temos que nos ajustar, mas espero que seja uma situação que se venha a resolver rapidamente.”

Mutualista covilhanense que assinou cinco protocolos com o núcleo do departamento de desporto da UBI, dadores de sangue da Covilhã, Casa do Pessoal da UBI, Associação de Diabéticos da Serra da Estrela e Casa do Menino Jesus para aprofundar o relacionamento e estreitar laços nas áreas social e da saúde.

“Estes protocolos juntam-se a outros que temos vindo a celebrar e que demonstram que actuando de forma concertada, com os parceiros certos, lado a lado, somos capazes de fazer mais e melhor.”

Além da realização de actividades conjuntas, os protocolos prevêem ainda o acesso dos sócios e beneficiários das instituições a um conjunto de serviços que a mutualista disponibiliza no seu centro clinico.

Nelson Silva, presidente da direcção da Mutualista Covilhanense aproveitou a oportunidade para anunciar um conjunto de projectos que espera ver concretizados no ano em que a instituição assinala 88 anos de vida.

“Vamos criar uma oficina de actividades itinerante, contamos a partir de Setembro levar sessões de exercício físico e um atelier de informática e multimédia aos seniores das localidades onde já actuamos com regularidade através da unidade móvel, destaco a requalificação do imóvel que temos na Av. Santarém com a sua transformação em hostel, um projecto socialmente inclusivo, diferenciador, com visão de futuro, sustentado e sustentável.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados