RCB/TuneIn
Domingo, 05 Dez 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
MUSEU COM TAPE?ARIA
O museu de Arte e Cultura, na Covilh?, acolhe a Tape?aria de Ant?nio Lopes. Uma composi??o de 1959 repleta de figuras com grande interesse art?stico e hist?rico.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Jan de 2010

A composição pode ser dividida em três partes:

À esquerda, mostram-se aspectos da Covilhã antiga: o antigo paço filipino, a fonte das três bicas e o coreto – todos os elementos do Pelourinho pré-reformulação; e elementos que remetem para a ruralidade de um tempo antigo: o tear manual, a feira, as quinteiras, as tocadoras de adufe, as fábricas, a energia hidráulica e o carvão.

Do lado direito, o contraponto moderno e urbano: o novo paço municipal, o mercado municipal coberto, o tear mecânico, automóveis, energia eléctrica, o ensino técnico e os laboratórios, os turistas da neve, a família no “estado novo” com a mulher em casa a cuidar dos filhos e o pai de família no trabalho.Ao centro pode-se observar, as torres das várias igrejas que marcam a paisagem da Covilhã: a sociedade covilhanense que começa nos camponeses e termina nos industriais bem vestidos; a capela de São Martinho, que é o monumento mais antigo da cidade e que associa às suas origens os pastores e o começo de tudo.

Nos cantos superiores esquerdo e direito estão respectivamente, a referência a D. Manuel I, que outorgou o foram novo à Covilhã e a as armas da cidade.A bordejar o fundo, duas faixas com frases que resumem a cidade daquele tempo: “ Covilhã – cidade fábrica – cidade granja” e “ Foral de D. Sancho I – 1 de Setembro de 1186”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados