RCB/TuneIn
Domingo, 24 Jun 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PORTAGENS: “VAI HAVER LUTA E DA FORTE E VAI ATÉ A VOTO!”
Rádio Cova da Beira
É o que promete a União de Sindicatos de Castelo Branco a confirmarem-se as informações que apontam que o Governo vai reduzir em 30% o valor das portagens nas ex Scut´s, mas apenas para os veículos pesados de mercadorias.
Por Paulo Pinheiro em 06 de Jun de 2018

A USCB manifesta “a sua total e inequívoca discordância e oposição à insuficiência desta medida, já que qualquer redução, por pequena que seja, deve abranger todos os utilizadores da A23 e da A25 e deve ser acompanhada de uma calendarização e quantificação das reduções até à abolição das portagens”, defende.

 

Aquela estrutura sindical recorda que todos os estudos indicam que que as portagens foram negativas para o emprego, para o investimento e para o desenvolvimento económico da região, mas o Governo “insiste e persiste numa política que destrói a economia e a vida no Interior do país. De que vale encher a boca com o Interior se na prática o governo o vai matando?”, questiona.

 

Acusando o Governo de andar a gozar com o povo do Interior de Portugal, a USCB reafirma que a abolição das portagens seria uma medida concreta com verdadeiro impacto imediato na actividade das empresas destes territórios, no rendimento disponível as pessoas e, consequentemente, do respectivo desenvolvimento económico desta região. “Então, se assim é, porque a razão o governo não o faz? Pergunta.

 

Para a União de Sindicatos de Castelo Branco, o Governo está a seguir os conselhos e a aplicar as propostas apresentados pelo “centrão dos negócios e dos interesses”, através do autodenominado movimento pelo interior “que nesta matéria foi muito claro quando se colocou a lado dos interesses e dos lucros chorudos das concessionárias das auto-estradas (PPPs). O governo é por isso cúmplice e promotor do roubo que está a ser feito ao POVO do Interior do País”, frisa

 

Em comunicado, a USCB deixa ainda o aviso “Se a questão é a de ceder a quem bloqueia, então fiquem sabendo que nós também sabemos bloquear. O Governo vai ter a resposta!”, garante.

A Plataforma Contra as Portagens vai analisar a melhor forma de agir e lutar, mas uma garantia a USCB deixa: “Vai haver luta e da forte e vai até ao voto!”.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados