RCB/TuneIn
Quinta, 13 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“DEIXEM LÁ A POLÍTICA”
Rádio Cova da Beira
O presidente da câmara municipal da Guarda reage às críticas feitas por alguns agentes da região, que criticaram o facto de o “Movimento Pelo Interior” ter decidido apresentar as conclusões do trabalho feito por aquele organismo para combater as assimetrias entre o litoral e o interior em Lisboa.
Por Nuno Miguel em 05 de Jun de 2018
De acordo com Álvaro Amaro, um dos principais mentores do movimento, é fundamental que as questões políticas fiquem de fora do trabalho que foi realizado “deixem de pensar nessas coisinhas. Deixem lá o facto de ter sido o Álvaro Amaro a ter essa ideia e ter andado com um conjunto de personalidades a realizar este trabalho. Deixem lá a política. O interior precisa é de mobilizar muitas vontades. Eu até vi um senhor deputado escrever num jornal que o movimento fez mal em apresentar as conclusões em Lisboa. Então os problemas do interior não se resolvem em Lisboa? Resolvem-se na sede do governo e na assembleia da república”.   
O autarca da Guarda repete o apelo que fez, quando a versão final do documento foi apresentada ao Presidente da República e ao governo “pedi a todos os políticos, e isso está escrito, para que aproveitem esta oportunidade para decidir com determinação e aprovar com espírito mobilizador. Façam as reflexões que sejam devidas, firmem os entendimentos que sejam necessários, estabeleçam os pactos políticos que sejam adequados, alterem o que entenderem. Mas decidam com rapidez e coragem”.  
Álvaro Amaro espera que na proposta de orçamento de estado para 2019 já existam alguns sinais claros, por parte do governo, de que as propostas deste movimento vão ser valorizadas. Tudo para, em três legislaturas, conseguir diminuir as assimetrias entre o litoral e o interior do país.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados