RCB/TuneIn
Sábado, 23 Jun 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FESTA DO FUTEBOL EM ATALAIA DO CAMPO
Rádio Cova da Beira
Cerca de 400 crianças, fizeram o que mais gostam, jogar futebol e conviveram, durante dois dias, na Festa Desportiva que a Associação Recreativa e Cultural de Atalaia do Campo lhes proporcionou com a 4ª edição do Torneio Francisco Lopes Correia. Escola do Sporting em Setúbal em Infantis, Damaiense em Benjamins e Traquinas e Desportivo em Patizes, foram os vencedores
Por José Joaquim Ribeiro em 04 de Jun de 2018

No sábado a competição esteve reservada para os escalões de petizes, traquinas e benjamins, com a organização a escolher um método que possibilitasse que todos jogassem contra todos. Nos petizes os sete clubes presentes, constituíram equipas com três jogadores de campo e um guarda-redes e todos tinham que jogar. A classificação foi obtida através do maior número de pontos conquistados. O Desportivo de Castelo Branco foi o vencedor do torneio, deixando nos lugares a seguir a Associação Desportiva da Estação, com a sua equipa A, o Sporting da Covilhã, o Proença, o Bº Valongo, a equipa B da Associação Desportiva da Estação e a Atalaia do Campo.

 

No traquinas, a organização utilizou a mesma metodologia, mas cada equipa era constituída por quatro jogadores de campo e um guarda-redes. A equipa do Damaiense, que somou por vitórias todos os jogos realizados, foi o vencedor, deixando nos lugares a seguir a Associação Desportiva da Estação, Clube Desportivo de Alcains, Clube Académico do Fundão, Sporting da Covilhã, Desportivo de Castelo Branco e a Atalaia do Campo.

 

A metodologia já foi diferente para os benjamins e para os infantis. Nestes dois escalões foram constituídas duas séries, com três equipas cada, que jogaram entre si – futebol de 7 - . Nos Benjamins o Damaiense ficou em 1º na série A e a Escola do Benfica de Almada, foi o vencedor da série B. Na final o Damaiense foi mais forte e venceu, por 3-1 e conquistou o torneio. Os segundos de cada série, Clube Académico do Fundão na A e Vilanovenses na B disputaram o jogo de atribuição do 3º e 4º  que os fundanenses venceram e para definir quem ficava no 5º e 6º lugares defrontaram-se os 3ºs de cada série, Atalaia do Campo na A e Sporting da Covilhã na B, com o triunfo a sorrir aos serranos.   

 

Nos infantis a Escola do Sporting em Setúbal foi o vencedor do torneio ao derrotar na final a Escola do Benfica de Almada, por 2-0. Para o 3º e 4º lugares os Vilanovenses derrotaram a equipa da Escola de Futebol de Arronches e para o 5º e 6º lugares o Damaiense venceu a equipa da casa.

 

No final da competição registaram-se outros acontecimentos que importa referenciar. A ACRAC quis prestar uma singela homenagem ao malogrado Mário Pereira, atribuindo o seu nome ao ginásio que o clube está a apetrechar para dar melhores condições aos seus atletas. O local onde Mário Pereira trabalhava, quando desempenhava as funções de coordenador do clube, os antigos balneários, vão sofreu uma grande requalificação, com um espaço para ser usado como ginásio e ainda um balneário para desportistas femininos. Na parede exterior foi colocada uma placa que diz: “aqui vai nascer o ginásio Mário Pereira”.  A esposa Eugénia Lindeza e o presidente da Câmara Paulo Fernandes descerraram a placa. Nesta cerimónia usaram da palavra o edil fundanense, que voltou a elogiar as qualidades e a paixão por tudo o que fazia do Mário Pereira, o presidente do clube, João Torres, que referiu que as  alterações positivas que clube sofreu devem-se em muito aos trabalho e incentivo do Mário e a esposa, que estava acompanhada pelos familiares do Mário, pais e irmãos, agradeceu a homenagem e leu um texto da filha Sara onde se pôde perceber como o Mário era metódico, muito empenhado e fazia tudo para que nada falhasse na preparação dos jogos ou das organizações que tivesse a seu cargo.

 

O clube do concelho do Fundão não quis deixar de homenagear aquele que tem sido o presidente nos últimos 21 anos. João Torres, que vive o clube desde a sua fundação, cerca de 48 anos, assumiu a liderança quando o clube pouco tinha para oferecer aos sócios e aos atletas que representavam a suas cores. Com ele na presidência nasceu a bancada, o relvado sintético substituiu o velhinho pelado e desportivamente falando, conseguiu colocar o clube a disputar um campeonato nacional da 3ª divisão. Nesta homenagem a filha Susana leu um texto que sintetizava o percurso, a paixão e a devoção que João Torres colocou ao serviço de um clube, que o próprio pai, Francisco Lopes Correia fundou.  VIDEO

 

João Torres vai deixar a presidência do clube, depois de 21 anos de mandatos sucessivos, - as eleições estão marcada para o dia 17 deste mês de junho - mas à reportagem da RCB disse que não vai deixar o desporto “vou andar por ai e sempre disponível para apoiar” . Ficamos a saber que João Torres tem um sonho que gostaria de ver concretizado, sabendo que os custos para essa concretização não são fáceis de obter. Esse sonho era ver o campo de jogos do clube com as dimensões para poder competir a nível nacional. O terreno existe e é do clube – atual estacionamento - , o projeto não existe mas já foi feito o levantamento daquilo que é necessário fazer, mas, como disse, falta o melhor, o dinheiro. A alteração passa por derrubar a bancada central e colocar o recinto de jogo ao contrário e fazer uma estrada alternativa à que existe. A concretizar-se esse sonho, o clube ficava com o recinto de jogo com as medidas regulamentares e ainda com um pequeno relvado para as escolas de futebol, entretanto, como logo ao lado está ser construída uma piscina, para João Torres este conjunto de infraestruturas iria dotar a Atalaia do Campo com um complexo desportivo de muita qualidade.

 

A propósito das eleições e sendo certo que João Torres não vai voltar atrás com a sua decisão, a pessoa que está melhor posicionada para poder dar continuidade ao trabalho que o clube vem realizando e assumir a liderança, é Bruno Correia. Ele praticamente é quem já faz tudo na colectividade e, nota-se quando com ele se fala, que tem uma paixão imensa pela ACRAC. Á RCB disse que ainda não decidiu, que há outras pessoas com muita competência para poderem tomar conta do clube, mas reconhece que é a pessoa melhor preparada e que está a ser muito pressionado para avançar.

 

GALERIA DE FOTOS 



  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados