RCB/TuneIn
Quinta, 13 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
FUNDÃO: “PRECISAMOS DE SOCIALISTAS MILITANTES”
Rádio Cova da Beira
Foi em plena Serra da Gardunha, na zona da Casa do Guarda, em Alcongosta, que este sábado, a concelhia do PS do Fundão homenageou os socialistas fundanenses com 25 anos ou mais de militância. A iniciativa decorreu no âmbito de um convívio que juntou várias gerações e que os responsáveis pretendem promover periodicamente.
Por Paulo Pinheiro em 28 de May de 2018

A acta fundadora do PS do Fundão, a 18 de Novembro de 1974, que a concelhia fez questão de relembrar num painel expositivo, servia de mote ao encontro. Foram nove fundadores que decidiram realizar sessões de esclarecimento em todas as aldeias do concelho “para divulgar a doutrina do partido” com o objectivo de “desenvolver acções de prospecção e contactos”.

Carlos Pinto Rojão, José António Marques, António Maria Paulouro, Elias dos Reis, Joaquim Leitão Pires, José Coelho Ribeiro, António Semedo Torgal, Henrique dos Santos e Albano Manteigas integraram o grupo que criou no Fundão o PS.

Mais de quatro décadas volvidas, o PS fundanense distinguiu os homens e mulheres com 25 ou mais anos de militância na concelhia. Estão contabilizados 46, alguns deles já falecidos, e este sábado 16 receberam um galardão criado para o efeito, entre eles dois ex-presidentes de câmara (Sampaio Lopes e José Maria Fortunato), ex-vereadores (José Soares e António José Leitão, este último por compromisso assumidos anteriormente não esteve presente), ex e actuais membros da assembleia municipal e militantes anónimos que há muito decidiram representar o PS no concelho do Fundão.

A actual concelhia tem insistido na necessidade de mais militantes e esta festa/convívio. A tónica das intervenções foi em torno do tema, a começar pelo presidente da comissão política

 

“Desde que esta equipa começou temos insistindo na necessidade termos mais militantes, precisamos de socialistas militantes porque só assim teremos força. Nos últimos tempos entraram 25 novos militantes, o que é bom, mas o que é preciso é o “passa a palavra”. Todos conhecemos gente socialista que se identifica com os nossos valores e não há razão nenhuma para não ser militante do nosso partido”, refere António Quelhas.

 

Para a vereadora do PS na câmara municipal do Fundão é preciso reforçar o combate político à actual gestão PSD no município

“Uma militância activa que diverge quando tem que divergir internamente, mas converge no essencial e hoje peço a todos o reforço da luta lá fora contra a direita e o PSD em termos locais”, disse Joana Bento que espera que a Gardunha seja inspiradora para os objectivos que o PS tem “uma serra que não necessita apenas de ter um pelouro no executivo fundanense, mas de medidas eficazes para que não volte a ser fustigada como aconteceu o ano passado. A escolha da Gardunha para a realização deste evento é também um sinal forte da preocupação e importância que damos a este território”, frisa.

A concelhia pretende promover diferentes acções para unir todos os socialistas a quem pede apoio e participação

“Há uma coisa que nos falta aqui no Fundão é os nossos militantes participarem, contribuírem, ajudarem. Não pedimos muito apenas solicitamos que participem, por exemplo, na quotização. Façam esse gesto e verão que o PS Fundão irá ter mais força”, defendeu Carlos Morgadinho.

Dos militantes distinguidos, coube a José Maria Fortunato deixar uma mensagem de incentivo à concelhia e a todos os militantes enfatizando que o PS do Fundão só terá mais força com mais militantes

“O primeiro passo é arranjarmos militantes para que nos dêem força na distrital e depois, quem por lá passou muitos anos como eu sabe, marcamos posição. É extremamente importante termos mais militantes” destacou José Maria Fortunato. Citando José Afonso “tragam mais cinco cada um”, o ex-autarca não tem dúvidas que “ qualquer dia estamos cá para voltar ao poder, é assim a democracia. Estão (PSD) a chegar ao ponto de rebuçado, como nós infelizmente nos aconteceu, e temos que estar preparados para isso”, disse.

Maria Filomena Baieta, que também recebeu o galardão, numa intervenção emocionada aludiu à sua história de 44 anos no PS que passou por Amadora, Damaia e Fundão.

A próxima iniciativa está marcada para 9 de Junho, no Fundão, e conta com a presença do actual Secretário dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados