RCB/TuneIn
Terça, 23 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
“UM TRABALHO COM GRANDE SOLIDEZ DE INVESTIGAÇÃO”
Rádio Cova da Beira
O director do museu de lanifícios da universidade da Beira Interior considera que a nona edição da revista “Ebvrobriga”, dinamizada pelo museu arqueológico municipal José Alves Monteiro, vem comprovar a importância estratégia que a região teve em toda a Península Ibérica desde o período romano.
Por Nuno Miguel em 20 de May de 2018
O trabalho dedicado à história, arqueologia, património e museologia pública nesta edição um conjunto de 20 contributos que, de acordo com António Santos Pereira, permitem fazer luz sobre algumas temáticas desconhecidas sobre a importância desta região no contexto histórico “ela demonstra que houve aqui um povoamento intenso durante o período romano, o que quer também dizer que no período lusitano as tribos estavam cá intensas e que durante o período da reconquista cá continuaram. Ao chegar ao século XVI, que foi uma época que eu estudei mais aprofundadamente, permite também concluir que existiu aqui uma exploração de recursos metalúrgicos, nomeadamente de estanho e ouro, e que justificou a criação da feitoria da Cova da Beira no reinado de D. Manuel. Não conseguimos ainda perceber onde é que ela estava, mas é possível entender que existiam colectores dispersos que faziam anualmente elevadas colectas materiais”.     
António Santos Pereira destaca ainda a qualidade dos trabalhos publicados nesta edição desta revista, que a coloca ao nível dos melhores trabalhos de investigação que se faz em todo o país “são 20 colaborações muito diversas e eu, com um lugar comum, diria que é um trabalho de classificação máxima. São trabalhos com uma grande solidez de investigação e com uma qualidade de presença no espaço público absolutamente notável, que não nos envergonha, e que nos coloca ao nível do que se faz de melhor no país”.  
Alcina Cerdeira, vereadora com o pelouro da cultura na câmara do Fundão, destaca o patamar de qualidade que esta revista já atingiu ao longo das suas nove edições e por isso garante que se trata de um projecto que vai ter continuidade “naturalmente que sim; é uma revista que já tem um grande reconhecimento por parte dos autores, investigadores e de todas as pessoas que tem contribuído para divulgar o nosso património cultural, material e imaterial. Nesta edição procurámos inovar um pouco ao nível do desenho gráfico e sentimos que muitos colaboradores quiseram participar nela o que para nós é um motivo de orgulho e de satisfação”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados