RCB/TuneIn
Terça, 23 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
COVILHÃ ESPERA MILHARES NAS MARCHAS
Rádio Cova da Beira
São cerca de 750 os participantes nas marchas populares cidade da Covilhã que este ano contam com sete colectividades que vão desfilar no dia 16 de Junho na cidade, do campo das festas até à praça do município, e no dia 23 na festa que vai decorrer no complexo desportivo.
Por Paula Brito em 17 de May de 2018

Na conferência de imprensa de apresentação do evento, o vereador José Miguel Oliveira enumerou as três vantagens que, na sua opinião, justificam o investimento de 35 mil euros do município no evento.

“Primeiro, é um cartaz cultural e recreativo da nossa cidade no mês de Junho, depois traz muita gente e redinamiza as associações que nele participam e, por último, que está a culminar nesta terceira edição, nós não abrimos inscrições e temos marcha que nos telefonam saber se podem vir à Covilhã marchar o que nos deixa bastante orgulhosos das nossas marchas começarem a ser conhecidas além fronteiras.”

Além do município a União de freguesias de Covilhã e Canhoso também vai apoiar as colectividades da cidade com um valor já protocolado de 500 euros.

A novidade este ano é a participação de uma colectividade fora da cidade, no caso o rancho folclórico da Boidobra. Marco Gabriel, presidente da junta de freguesia, felicitou a organização pela descentralização do evento que é uma das grandes manifestações populares da Covilhã, “de facto é um momento da cultura popular que traz para a rua milhares de pessoas que não têm que pagar bilhete para assistir”.

A organização, a cargo do Grupo Desportivo da Mata, convidou 15 colectividades do concelho, segundo Elias Riscado, sete responderam à chamada.

“Este ano, Cantar Galo e Aldeia de Carvalho resolveu que não tinha condições para continuar com a marcha, entrou a Boidobra, as marchas estão restringidas aos adultos mas abre-se a hipótese das crianças poderem entrar na marcha. Daqui amanhã penso que podemos voltar a ter marcha infantil e marcha adulta, este ano é dois em um.”

No futuro, além da marcha infantil poderá regressar a vertente da competição, para já, este ano, será um desfile em que cada marcha já escolheu o seu tema.

Assim, e pela ordem de desfile que o sorteio ditou: o Vitória de Sto. António escolheu a temática dos pastores, o Académico dos Penedos Altos terá como tema “Pêro da Covilhã na Índia”, as vindimas são o tema do GIR do Rodrigo, sob o lema “O Oriental é um espectáculo” o Oriental de S. Martinho pretende homenagear o teatro musical, o rancho folclórico da Boidobra, que se estreia nas marchas, leva a temática “Boidobra em festa”, fazendo alusão a todas as festas da vila. Costureiras e alfaiates é o tema escolhido pelo Grupo Desportivo da Mata e finalmente, o grupo desportivo Águias do Canhoso escolheu a neve para desfilar nas marchas com participantes dos 18 aos 80 anos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados