RCB/TuneIn
Quinta, 16 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
RECONFIGURAÇÃO DA EQUIPA FOI A MELHOR SOLUÇÃO
Rádio Cova da Beira
O reitor da UBI garante que tomou individualmente a decisão de reconfigurar a equipa reitoral, na sequência do pedido de demissão de Paulo Moniz como vice reitor da instituição para a área da investigação.
Por Nuno Miguel em 17 de May de 2018

Outras da categoria:

Na cerimónia de tomada de posse de Anabela Dinis como novo vice reitora e de Paulo Serra como novo presidente do instituto coordenador de investigação, António Fidalgo sublinhou que “houve a necessidade de reconfigurar a equipa reitoral. Podia ser mais fácil nada alterar na orgânica e optar apenas por substituir uma pessoa por outra. Essa não foi a minha decisão, pessoal, porque aquilo que temos de fazer é sempre, face aos desafios, pensar o que podemos fazer melhor para a instituição mesmo quando surge algo de inesperado. O mandato reitoral, seja no primeiro ou no segundo mandato, e no meu caso é o segundo, não é apenas para cumprir calendário”.  
O reitor da UBI acrescenta que a solução encontrada é aquela que melhor serve o objectivo de reforçar o trabalho desenvolvido pela universidade da Beira Interior “face aos objectivos que estão traçados no plano estratégico da universidade, no plano reitoral, e no documento submetido à aprovação do conselho geral nós temos de contribuir para aquilo que pensamos que é o reforço da universidade da Beira Interior. No caso presente temos dois desafios extremamente importantes, é o caso da sustentabilidade financeira da instituição e o segundo aspecto é nunca perdermos de vista a importância que a investigação tem na vida de uma universidade”  
No caso de Anabela Dinis, a nova vice reitora já exercia o cargo de pró reitora e sublinha que assumir estas novas funções representa um grande desafio “vejo este novo cargo como uma grande responsabilidade no sentido de garantir que a universidade mantém e melhora o seu desempenho em termos financeiros mas também em termos humanos. As pessoas têm estado sobrecarregadas de trabalho precisamente porque o equilíbrio financeiro tem sido muito frágil e por isso a ideia passa por conseguir melhores condições para quem trabalha, conseguindo também melhores condições financeiras para a universidade. É um grande desafio, sobretudo depois do trabalho que vinha a ser feito muito bem por quem me antecedeu”. 
Já em relação a Paulo Serra, o docente assume a presidência do instituto coordenador de investigação depois de ter presidido, durante vários anos, à faculdade de artes e letras. Em declarações à RCB, Paulo Serra define como grande prioridade o reforço da articulação entre todas as unidades de investigação da UBI aliada aos cursos de doutoramento que são ministrados na instituição “a universidade da Beira Interior tem várias unidades de investigação e tem vários cursos de doutoramento em funcionamento mas que funcionam de forma relativamente isolada. A autonomia geralmente é um bem mas o desafio passa por tentar coordenar o trabalho quer das unidades de investigação quer dos doutoramentos, ver aquilo que cada uma das unidades faz de melhor e tentar que exista uma maior partilha com as restantes unidades e cursos de doutoramento”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados