RCB/TuneIn
Sexta, 20 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
“FESTIVALES” VOLTA À RUA
Rádio Cova da Beira
A festa da tradição da folia e do brulhão, com a assinatura dos Amigos dos Bombos de Vales do Rio (Covilhã) está marcada para o dia 26 de Maio de 2018. Esta edição traz novas formas de apresentar este prato típico do concelho da Covilhã, após um ano de interregno.

OIÇA O SOM
Por Paula Charro em 15 de May de 2018

Outras da categoria:

Depois da pausa de um ano, o FestiVales entre na sua oitava edição. Com apenas um dia, o evento não esquece, uma vez mais, as tasquinhas, a animação de rua, os jogos tradicionais, um atelier de pão e a novidade uma oficina de culinária onde de pode aprender a colocar o brulhão a nível global, ou seja, pegar nesta iguaria, típica da corda do rio do concelho da Covilhã, e transformá-la num sushi, ou dar-lhe um banho italiano, mutá-lo com arroz malandrinho que aparece com influências luso – espanholas.

Num remate doce, criar um gelado de serpão, o aroma que dá vida ao brulhão, com geleia de malagueta com o objectivo de mostrar como este prato típico se pode “travestir”.

Os organizadores, que contam com cinco colectividades da freguesia, a CMC, União de Freguesias Peso/Vales do Rio, juntaram-se à mesa com os jornalistas para dar a conhecer estas apostas.

O chef Vladir Lubave aceitou o desafio e “despiu” o brulhão da sua roupagem habitual e fez as honras da casa

 

OIÇA O SOM

 

Os brulhões são um prato típico das festividades de Vales do Rio e das margens do Zêzere. Do estômago da cabra ou ovelha são talhados pequenos sacos que são recheados com arroz, carne de porco, chouriça e aromatizados com serpão (erva aromática da família do tomilho). Depois de preparados, os sacos são cozidos durante uma hora.

O FestiVales, que decorre no largo de Santo António, travessa do Cura, rua do Campo das Festas e polidesportivo de Vales do Rio, ponto de entrega do brulhão, pretende qualificar o prato tradicional, criar um Centro Interpretativo/gastronómico do Brulhão onde a valência restaurante/turismo rural possa ser desenvolvida (está em fase de preparação a candidatura ao programa Valorizar, do Turismo de Portugal cujo prazo termina a 31 de Maio) e contribuir para o dinamismo cultural da aldeia promovendo o convívio inter-associações e seus associados.  

 

Para além de a gastronomia ser um factor identitário forte, o FestiVales pretende ser “um reviver de memórias para todos, em especial para os que partiram para os grandes centros, nos movimentos migratórios das décadas de 70 e 80 e destes últimos anos”, sustenta a organização. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados