RCB/TuneIn
Sábado, 17 Nov 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
CMC AVALIA PLANO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal da Covilhã está a proceder à avaliação do processo de substituição de luminárias que está a ser efectuado em vários pontos daquela cidade. O tema esteve em cima da mesa na última reunião privada do executivo onde o vereador do CDS/PP alertou para a existência de algumas deficiências em zonas de elevada densidade populacional, como é o caso da Alameda da Europa, e também no parque industrial do Canhoso.
Por Nuno Miguel em 13 de May de 2018

Outras da categoria:

De acordo com o vereador com o pelouro da administração geral e finanças no que respeita à cidade a situação está a ser avaliada mas José Miguel Oliveira rejeita a ideia de que a cidade esteja a ficar às escuras “eu não concordo com algumas pessoas que dizem que a Covilhã ficou às escuras, não estamos é habituados a este tipo de iluminação pública. No entanto reconheço que existem situações pontuais que já identificámos, nomeadamente no centro histórico, e que estamos a corrigir com a empresa e que tem a ver com o posicionamento da luminária. As lâmpadas led iluminam de uma forma diferente e por isso, como é uma luminosidade mais direccionadas, em várias situações faz toda a diferença o candeeiro ser deslocado um metro para a esquerda ou para a direita. É isso que nós estamos a tentar resolver”. 
Já em relação ao parque industrial do Canhoso, José Miguel Oliveira sublinha que essa é uma situação a que o município é alheio, mas vai procurar obter esclarecimentos sobre a matéria junto da EDP “nós temos consciência que nesse caso a iluminação é deficiente e por isso essa área foi incluída numa segunda fase desse processo de substituição. Todavia quisemos primeiro fazer a análise de como está a correr esta fase, sendo certo que essa é uma questão que tem a ver com a EDP. Nós retivemos as preocupações do senhor vereador e vamos encaminhá-las agora para a empresa”. 
Recorde-se que esta medida faz parte do plano de eficiência energética que, numa primeira fase, prevê a substituição de mais de 1800 luminárias no centro histórico da Covilhã, eixo TCT e nos principais acessos à cidade. Numa segunda fase o plano vai ser alargado aos parques industriais e também ao centro histórico de diversas freguesias.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados