RCB/TuneIn
Sexta, 17 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SCMF QUER REQUALIFICAR HOSPITAL
Rádio Cova da Beira
No Fund√£o, Santa Casa anunciou √† assembleia geral investimentos no valor de 4 milh√Ķes de euros, na revitaliza√ß√£o do antigo edif√≠cio do hospital do Fund√£o e na requalifica√ß√£o do lar da miseric√≥rdia.
Por Paula Brito & Paulo Pinheiro em 06 de May de 2018

O hospital do Fundão vai ser parcialmente ocupado pelo projecto de ampliação, para 50 quartos, da Unidade de Cuidados Continuados (UCC) da instituição, como explica o provedor Jorge Gaspar.

“Uma UCC composta por três vertentes: convalescença, que permite internamento até 30 dias, uma Unidade de Média Duração, que já temos, mas que prevê um alargamento de 10 para 30 camas e a longa duração, que também já temos, e prevê o alargamento de 10 para 20 camas.”  

Apesar do projecto ocupar parcialmente o antigo hospital, o edifício será intervencionado na sua totalidade mantendo a traça original.

“Vamos manter a traça original do hospital, reabilitá-lo exteriormente, toda a caixilharia tem que ser substituída, a nível da cobertura vamos tentar manter, a nível interior vamos manter a estrutura.”

A intervenção implica um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros e será suportado pela misericórdia com o apoio do município que ali pretende instalar a unidade de medicina nuclear ao abrigo do protocolo tripartido entre a misericórdia, município do Fundão e Centro Hospitalar da Cova da Beira. A santa casa vai recorrer ao IFRRU 2020 um instrumento financeiro para a reabilitação e revitalização urbanas ou ao plano de investimento para a Europa, designado plano Juncker.

Outro dos investimentos anunciados à assembleia geral é a requalificação do lar da misericórdia, que prevê a ampliação e modernização do velho edifício.

“Pretende-se requalificar um equipamento social da misericórdia que carece com urgência de uma intervenção de modo a conferir-lhe as qualidades que nós consideramos essenciais para prestarmos com qualidade o serviço. Este projecto passa pela ampliação do edifício, o lar passará de uma capacidade de 86 para 100 utentes, é também uma forma de conferir a este equipamento maior sustentabilidade”.  

Segundo Jorge Gaspar o investimento previsto no lar da misericórdia é de um milhão e meio de euros, mais 300 mil em equipamento. O projecto já foi candidatado ao programa Centro 2020 que prevê um apoio de 85% a fundo perdido. O restante será suportado pela misericórdia através de recursos próprios ou financiamento bancário.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados