RCB/TuneIn
Quinta, 16 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
NESDUBI : VAL√ČRIA GARCIA A NOVA PRESIDENTE
Rádio Cova da Beira
Val√©ria Garcia, aluna do curso de Medicina, √© a nova presidente da direc√ß√£o do N√ļcleo de Estudantes Social-democratas da Universidade da Beira Interior. A nova respons√°vel, que substitui no cargo Diogo Pessoa, que passa para a mesa da assembleia- geral, quer, desde j√°, reunir com todos os n√ļcleos de estudantes que representam a maioria dos cursos da UBI.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Apr de 2018

A direcção do NESDUBI pretende saber quais as necessidades dos alunos de cada curso “para depois junto do reitor da universidade e de outras instâncias tentarmos contribuir para melhorar a vida dos estudantes”, referiu a presidente do núcleo no final da cerimónia de tomada de posse, que decorreu no auditório da Biblioteca Central da Universidade da Beira Interior.

O subfinanciamento da UBI é uma das principais preocupações, mas o alojamento dos estudantes também não deixa de ser uma grande apreensão

“Estamos a assistir a um número cada vez maior de estudantes que frequenta o ensino superior na Covilhã e o alojamento não existe na mesma proporção e qualidade que deviam. Penso que a construção de mais residências e a principalmente a manutenção das existentes será um bom contributo para minimizar este problema”, defende Valéria Garcia.

Na sessão, onde estiveram presentes o vice-presidente da concelhia do PSD da Covilhã, Jorge Vaz, o vice presidente da JSD nacional, Diogo Cúmano, o líder da distrital de Castelo Branco da Juventude Social-democrata, Hugo Lopes, representantes de várias concelhias do distrito de Castelo Branco da JSD e de outros distritos e vice-presidente da Associação Académica da UBI para a relações exteriores, a necessidade da reorganização da rede de ensino superior foi outra das tónicas dos discursos.

Para Hugo Lopes, a ausência de medidas neste domínio também tem sido maus para região

“Podíamos evoluir mais, conseguir afirmármo-nos a nível internacional e competir com grandes instituições que de outra forma não é possível. Apresentámos uma moção no congresso de há dois anos da JSD sobre a reorganização da rede de ensino superior em que destacamos os 100 Kms que separam o IPG da UBI e do IPCB que têm mais de uma dezena de cursos repetidos, alguns deles existem nas três instituições”, disse.

O líder da JSD distrital de Castelo Branco defende que esta situação não serve os interesses da região “em vez de termos cursos repetidos nas três instituições poderíamos ter numa ou duas mas com as melhores das capacidades e com os melhores recursos humanos, técnicos e científicos que nos pudesse afirmar a nível nacional, como é por exemplo o caso do Desporto. Porque temos este curso nas três instituições e não só numa que possa competir com a Faculdade de Motricidade Humana?”, questiona.

Hugo Lopes defende ainda mais equilíbrio na representatividade dos alunos nos órgãos da UBI onde têm assento.

Os restantes intervenientes deixaram também toda a disponibilidade para apoiar a nova direcção do NESUBI.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados