RCB/TuneIn
Terça, 23 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
SCMB APROVA CONTAS DE 2017
Rádio Cova da Beira
A santa casa da misericórdia de Belmonte quer avançar para a requalificação dos antigos edifícios do hospital e do dispensário da instituição. Trata-se de um investimento de um milhão de euros, que também engloba algumas obras de beneficiação do actual edifício, com o objectivo de melhorar a qualidade dos serviços prestados e criar uma nova residência para idosos, com capacidade para 30 utentes, e ainda um hostel social. Os projectos foram apresentados pelo provedor da misericórdia na última assembleia geral da instituição em que foi aprovado o relatório de gestão referente a 2017.
Por Nuno Miguel em 22 de Apr de 2018
“Estamos a desenvolver o projecto para recuperar o antigo hospital e transformá-lo numa residência moderna para idosos com capacidade para 30 lugares face à procura que temos vindo a registar. Queremos também reabilitar as nossas actuais instalações. Para além disso também estamos a elaborar o projecto para transformar o antigo dispensário num hostel solidário que pode também ser colocado à disposição do turismo que em Belmonte é uma mola real da economia local. São projectos que representam um investimento global na ordem de um milhão de euros e queremos aproveitar as oportunidades que actualmente existem para os concretizar”.    
José Manuel Caninhas sublinha que existem actualmente instrumentos financeiros disponíveis que podem ser uma oportunidade única para revitalizar o património da instituição “um deles, que é o IFRU, direccionado para a requalificação urbana e que celebrou um protocolo com a união das misericórdias para a requalificação de imóveis como é o caso do nosso. Nós temos muito património que se está a degradar e é uma oportunidade para os conseguirmos requalificar e transformá-los em estruturas geradoras de receitas. Para além desse instrumento há também uma medida no âmbito do chamado «plano Juncker» que também foi colocado à disposição das instituições da economia social e nós queremos aproveitar todas as oportunidades possíveis”. 
Já em relação à situação financeira, o passivo global é ligeiramente superior a dois milhões de euros, mas o provedor da misericórdia de Belmonte garante que a instituição já deixou de estar em situação de falência técnica “temos vindo a percorrer um caminho no sentido de a instituição ser cada vez mais sustentável. Há muitos anos que a misericórdia estava numa situação de falência técnica mas após a avaliação do nosso património conseguimos tirar a instituição dessa situação e vamos continuar a melhorar a prestação dos nossos serviços. O passivo neste momento é superior a dois milhões de euros, que estamos a pagar, mas vamos agora reconverter essa dívida através de um empréstimo que conseguimos junto de uma instituição bancária no valor de um milhão e 100 mil euros para sanar os problemas da dívida com condições mais favoráveis do que aquelas que existiam anteriormente”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados