RCB/TuneIn
Segunda, 16 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
“QUEREMOS EVITAR QUE A TRAGÉDIA SE REPITA”
Rádio Cova da Beira
O secretário de estado da protecção civil afirma que o governo está a alterar por completo o paradigma da prevenção e combate aos incêndios florestais. A afirmação feita por Artur Neves em Castelo Branco onde participou num seminário dedicado à temática da floresta e que decorreu no centro de empresas inovadoras.
Por Nuno Miguel em 01 de Apr de 2018
De acordo com o governante, depois da tragédia vivida no ano passado, o governo procurou agilizar os dispositivos de prevenção e também numa nova estruturação de todo o dispositivo operacional. Tudo para evitar que os incêndios sejam uma preocupação que apenas é sentida durante os meses mais quentes do ano “a realidade tem sido esta; depois do verão todos se esquecem dos incêndios e normalmente só se fala novamente nos incêndios no verão seguinte. Este ano o governo procurou imprimir uma dinâmica diferente a isso e tomámos medidas para procurar evitar que se repita aquilo que aconteceu no ano passado. Sabendo nós que a floresta não tem as características de auto defesa que gostaríamos que ela tivesse, apresentámos um conjunto de legislação nova e um maior rigor no cumprimento da já existente para que as circunstâncias sejam alteradas. Deixo como exemplo disso as faixas de gestão de combustível”.   
No caso de Castelo Branco, o presidente da autarquia refere que o município investe anualmente cerca de 700 mil euros nas áreas da prevenção e combate aos incêndios florestais. Mas este ano, Luís Correia sublinha que “está a ser feito um esforço no sentido de reforçar o envolvimento das populações e das instituições neste desígnio. Sabemos as responsabilidades que temos mas esta é uma causa que deve ter o envolvimento de todas as pessoas. Por isso temos reforçado as nossas acções de sensibilização e esperamos vir mais tarde a recolher os frutos desse trabalho”. 
Um seminário onde foi apresentada a aplicação “Firerisk”, desenvolvida por uma empresa encubada no centro de empresas inovadoras de Castelo Branco, e que permite emitir alertas directos à população em caso de incêndios florestais.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados