RCB/TuneIn
Segunda, 10 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CCAM: 2017 FOI ANO DE INVERSÃO
Rádio Cova da Beira
A assembleia geral da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (CCAM) aprovou por unanimidade relatório de gestão do ano passado. A Caixa, da região de Fundão e Sabugal, encerrou o ano com uma situação liquida superior a 20 milhões e meio de euros, e um resultado líquido do exercício de mais de 625 mil euros, 8% acima do previsto.
Por Paula Brito em 31 de Mar de 2018
 

“Foi um ano que correu bem, foi um ano de inversão de algumas políticas da Caixa que são fundamentais para as suas contas. Foi a inversão em termos do crédito concedido, que passámos dos valores negativos que se vinham verificando nos últimos anos, para um crescimento de cerca de 8%, e também noutra componente muito importante que é o crédito vencido que se conseguiu também uma inversão”.

Apesar do aumento do crédito concedido e da diminuição do crédito vencido, o presidente da direcção, Marques Francisco, aponta alguns dos constrangimentos que reflectem as contas agora aprovadas.

“Ainda uma necessidade grande de projectos válidos para a região, de maneira a que a Caixa possa apoiar resolvendo duas questões que são fundamentais, que é o desenvolvimento da região, que é para isso que a Caixa cá está, e depois a própria rentabilidade da Caixa, uma vez que tem excesso de liquidez.”

A Assembleia Geral decidiu ainda, por unanimidade, não proceder à distribuição dos resultados pelos sócios com o objectivo de reforçar os capitais.

“Antes da crise foi prática, durante alguns anos, distribuir uma percentagem dos resultados pelos associados, porque isso também está limitado pelo Banco de Portugal, nós este ano optámos, ainda, por não fazer essa distribuição. Achamos que o sistema financeiro precisa ainda de ser consolidado, há algumas nuvens no horizonte, e nós privilegiamos a solidez da instituição.”

A “nuvens no horizonte” dependem sobretudo de factores externos, como é o caso dos bancos centrais e de factores políticos “sobretudo de ordem internacional”, referiu Marques Francisco à RCB no final da assembleia geral onde foram retirados os pontos referentes à alteração dos estatutos que aguardam as alterações que estão previstas para o Crédito Agrícola para voltarem a uma das próximas assembleias.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados