RCB/TuneIn
Segunda, 19 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PSP E GNR PRECISAM DE UM REFORÇO DE MEIOS
Rádio Cova da Beira
Paula Santos defende um reforço de efectivos para os quadros da PSP e da GNR no distrito de Castelo Branco. A ideia deixada pela deputada do PCP na assembleia da república no final de uma visita à região onde reuniu com os responsáveis distritais daquelas forças de segurança.
Por Nuno Miguel em 29 de Mar de 2018
Paula Santos afirma que o PCP é favorável à manutenção de todos os postos da GNR que existem no distrito embora existam algumas situações, como é o caso do Fundão, onde há necessidade de intervir rapidamente na requalificação dos quartéis. Já quanto ao reforço do número de efectivos, a deputada afirma que “essa medida é muito importante no sentido de reforçar o policiamento de proximidade e também para fazer face a uma realidade que nos foi transmitida e que aponta para uma média de idades elevadas dos elementos que actualmente integram o efectivo e nesse sentido faz todo o sentido que esse reforço tivesse como objectivo o rejuvenescimento dos quadros destas forças de segurança”.
Nesta deslocação ao distrito, Paula Santos esteve ainda reunida com várias associações culturais do concelho da Covilhã tendo em vista abordar os sucessivos cortes financeiros feitos nesta área. A deputada do PCP sublinha que essa política foi invertida pelo actual governo mas há ainda um longo caminho a percorrer “os cortes cessaram mas a verdade é que os montantes disponibilizados ficam muito aquém daquilo que são as necessidades destas instituições e daí a intervenção do PCP para o seu reforço da importância que a cultura tem para o desenvolvimento. Foi-nos também transmitido algum desagrado com o facto de os processos de candidatura aos apoios da direcção geral das artes serem complexos, burocráticos e onde em muitas situações os apoios só chegam a meio do ano o que cria dificuldades acrescidas a todas estas associações”.  
Paula Santos pretende ainda apresentar uma proposta ao ministério da cultura para a criação de programas específicos de apoio às bandas filarmónicas “os apoios da administração para estas estruturas são praticamente inexistentes e daí a importância de existir um programa de específico de apoio para as bandas filarmónicas. Estamos a falara de estruturas que, em muitas localidades, são o único elo de ligação das populações à cultura e sem elas muitas crianças e jovens não teriam contacto com o mundo da música sendo que alguns deles acabam por depois fazer escolhas na sua vida profissional nessa área”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados