RCB/TuneIn
Sexta, 21 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
FUNDÃO: CENTRO DE NEGÓCIOS ACOLHE NOVA VALÊNCIA
Rádio Cova da Beira
O Fundão é um dos 20 municípios do país que vai receber um ponto de apoio ao empresário. A ideia resulta de uma parceria entre os municípios, o Iapmei, o Aiecep e as agências para a modernização administrativa e para a competitividade e inovação que pretende disponibilizar um conjunto de serviços que promovam o empreendedorismo e a dinamização do sector empresarial.
Por Nuno Miguel em 27 de Mar de 2018
O protocolo para a sua criação vai ser assinado no próximo dia nove de Abril e o presidente da câmara do Fundão refere que a estrutura vai ficar a funcionar no centro de negócios “nós escolhemos o espaço situado logo à entrada, que vamos aproveitar para o requalificar, e ali criar este gabinete de apoio aos empresários. É uma espécie de um balcão do cidadão para as empresas que vai funcionar com alguns dos nossos colaboradores que vão receber formação específica para esse efeito. Naturalmente que fomos escolhidos porque a estratégia que temos seguido de apoio às empresas e de atracção de investimento é reconhecida a nível nacional e como tal foi considerado, dentro daquilo que é a distribuição regional destes equipamentos, que um deles devia ficar aqui no Fundão”. 
A proposta foi aprovada por maioria na última reunião pública do executivo. A única abstenção veio da vereadora do Partido Socialista. Joana Bento sublinha que o que está em causa não é a importância desta valência mas sim o local escolhido para a sua instalação “um espaço empresa como está aqui configurado era uma proposta que até constava do nosso programa eleitoral e por isso vemos com agrado esta valência. Todavia não posso concordar com a localização deste espaço empresa uma vez que eu entendo que ele devia estar localizado na zona industrial. Passámos 20 anos a empurrar as empresas para o parque industrial que hoje está votado ao abandono e, no meu entender, faria sentido que esta valência estivesse localizada na zona industrial até pelos serviços que vai prestar”. 
Na resposta, o presidente da câmara do Fundão sublinha que a escolha do centro de negócios está relacionada com a centralidade do edifício. Já em relação ao abandono da zona industrial, Paulo Fernandes anunciou que o município viu aprovada uma candidatura, no valor de 700 mil euros, tendo em vista a requalificação daquela área “já recebemos o termo de aceitação para essa requalificação. Temos estado a investir progressivamente naquele espaço e a candidatura que agora foi aprovada tem um valor de 700 mil euros e como tal vamos continuar esse trabalho de requalificação sendo que já estamos a dialogar com a associação comercial na expectativa de podermos, após os trabalhos de requalificação, ter um modelo diferente ao nível da gestão de toda aquela área”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados