RCB/TuneIn
Sábado, 21 Jul 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
INTERIOR: "É POSSÍVEL DEVOLVER VITALIDADE A ESTE TERRITÓRIO"
Rádio Cova da Beira
É a opinião do Primeiro Ministro expressa no decorrer da deslocação efectuada esta sexta-feira à Sertã (Castelo Branco). Na visita ao SERQ - Centro de Inovação e Competências da Floresta, António Costa defendeu que o interior "não está condenado a viver num círculo vicioso de despovoamento" considerando que a chave está "num casamento entre ciência e território".
Por Paulo Pinheiro em 17 de Mar de 2018

"Não estamos condenados à fatalidade de vivermos num círculo vicioso de despovoamento por empobrecimento, empobrecimento por despovoamento e de desordenamento florestal por via do despovoamento e do empobrecimento. Pelo contrário, é possível devolver vitalidade a este território, é possível criar riqueza e emprego neste território".

De acordo com o Primeiro-Ministro, o "casamento feliz entre ciência e o território", que encontrou no SERQ (entidade que tem como sócios fundadores a autarquia, Universidade de Coimbra e Laboratório Nacional de Engenharia Civil), é "a chave" que permite valorizar os recursos endógenos.

 

 

A inovação, vincou, não é apenas "as novas tecnologias da comunicação" ou a área espacial, mas também o desenvolvimento de projetos em torno da fileira florestal.

 

Nesse sentido, António Costa apontou para o exemplo da Sertã, em que é realizada investigação na fileira da floresta e aplicada "na valorização dos recursos endógenos", nomeadamente projetos para utilizar a madeira da acácia (uma espécie invasora) e para dar "mais valor" à madeira de pinho, através de novas aplicações desta matéria-prima.

 

António Costa deslocou-se também ao Centro de Ciência Viva da Floresta, em Proença-a-Nova, para conhecer alguns projectos locais, como a chágria, uma bebida à base de plantas aromática.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados