RCB/TuneIn
S√°bado, 22 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
DA UBI PARA O MUNDO
Rádio Cova da Beira
√Č este o mote de um ciclo de confer√™ncias que est√° a ser promovido esta semana em todas as faculdades da universidade da Beira Interior e que re√ļne na Covilh√£ profissionais de diferentes √°reas que conclu√≠ram a sua forma√ß√£o naquele estabelecimento de ensino superior.
Por Nuno Miguel em 13 de Mar de 2018

Uma iniciativa organizada pela associação de antigos alunos da UBI e que pretende concretizar dois grandes objectivos, como explica Alexandre Soares, o seu presidente da direcção “por um lado pretendemos trazer de regresso à escola aqueles que aqui fizeram a sua formação académica, dando o seu testemunho aos actuais alunos e a toda a comunidade ubiana daquele que foi o seu ingresso no mercado de trabalho. Por outro lado queremos aproveitar a oportunidade para despertar nos antigos alunos desta casa a importância desta ligação à UBI e que venham reforçar o elo de ligação que a nossa associação tem procurado estabelecer”.

 

Face ao problema demográfico a que se assiste no interior do país, o grande desafio que se coloca às instituições diz respeito ao reforço da captação de alunos. João Queirós, director geral do ensino superior, sublinha a aposta que está a ser feita ao nível dos alunos estrangeiros mas é necessário também direccioná-la para outros públicos “hoje sabemos que mais de 80 por cento dos alunos que estudam no ensino secundário nas áreas científica e humanística ingressam no ensino superior. Mas também sabemos que 90 por cento dos alunos que estudam no ensino profissional não entram no ensino superior. Nesse sentido o esforço que todos temos de fazer, e também para o interesse das instituições, é captar cada vez mais alunos e este é um publico alvo que não pode ser esquecido”.

 

Já o reitor da UBI sublinha que a realização deste tipo de iniciativas é determinante para fortalecer a identidade da instituição “muitas das vezes não se vive a universidade e ela é encarada como sendo uma instituição apenas para tirar um curso e isso é altamente pernicioso. Nós temos que batalhar pela identidade da instituição e eu tenho batalhado muito nisso. É uma marca que nos deve distinguir e que nos deve colocar num outro nível de sustentabilidade e com maior capacidade para resistir”.

 

Seja um sonho ou uma utopia, António Fidalgo alimenta a ideia de, um dia, o conselho geral da universidade da Beira Interior ser composto apenas por antigos alunos da instituição “imaginem o que seria um conselho geral só de antigos alunos, que é isso que já acontece em universidades como Harvard ou Yale. Quem manda na universidade geralmente é quem já por lá passou. Não há interesses corporativos de estudantes ou de professores, são os interesses da instituição ao longo dos tempos que prevalecem. E isso é feito por quem já lá esteve e visiona o que pode ser a universidade para o futuro”.  

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados