RCB/TuneIn
Domingo, 16 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
PAULO RIBEIRO PEDE TRANSPARÊNCIA
O líder da bancada do PSD na assembleia municipal de Idanha-a-Nova questiona a forma como a autarquia idanhense está a proceder a realização de várias empreitadas naquele concelho.
Por Nuno Miguel em 30 de Dec de 2009

Em causa está o facto de, no terceiro trimestre deste ano, todas as obras de responsabilidade directa da autarquia terem sido realizadas por ajuste directo.

Paulo Ribeiro diz estranhar esta situação "se há tantas obras a fazer, porque é que todas são feitas por ajuste directo?" questiona. O líder da bancada do PSD pede à autarquia "para adoptar um comportamento de maior transparência; é certo que a lei prevê o ajuste directo mas o que está em causa é o facto de todas serem adjudicadas dessa forma".

Álvaro Rocha rejeita as críticas de falta de transparência. O presidente da câmara de Idanha considera que "a escolha da adjudicação directa em detrimento da abertura de concursos públicos fica a dever-se a uma mais rápida execução das empreitadas pois, doutra forma, as câmaras ficariam quase bloquedas na concretização de projectos uma vez que os procedimentos administrativos demoram o triplo do tempo".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados