RCB/TuneIn
Domingo, 24 Jun 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PORTAGENS: ACÇÕES DE LUTA VÃO ENDURECER
Rádio Cova da Beira
Foram várias as acções aprovadas para abolir as portagens na A 23 e na A 25. Decisões tomadas no fórum público em defesa da abolição organizado pela plataforma contra as portagens que reúne várias organizações dos distritos da Guarda e de Castelo Branco e que juntou várias centenas de pessoas entre autarcas, empresários, dirigentes associativos e do movimento sindical
Por Nuno Miguel em 06 de Mar de 2018
Já para o próximo dia seis de Abril estão agendadas duas marchas lentas e vai ser lançado aos 21 municípios das CIM´S das Beiras e Serra da Estrela e da Beira Baixa a realização de um protesto conjunto à porta da residência oficial do primeiro ministro, em data ainda a designar, como refere o porta voz da comissão de utentes da A 23 “vamos realizar uma acção junto à residência oficial do primeiro ministro para a qual contamos com o apoio logístico ao nível dos transportes dos 21 municípios da Beira Interior que irão ser convidados nesse sentido e também com a presença da banda da Covilhã. Vamos realizar duas marchas lentas; uma no próximo dia seis de Abril nos percursos Covilhã/Lardosa e Castelo Branco/Lardosa ao longo da estrada nacional 18. A outra será também ainda no mês de Abril em data a confirmar nos percursos Trancoso/Celorico da Beira/Guarda e Covilhã/Belmonte Guarda”.
Marco Gabriel acrescenta que para além destas acções de luta foram ainda aprovadas outras iniciativas tendo em vista acabar com uma medida que, de acordo com os responsáveis da plataforma, tem trazido enormes prejuízos à região “vamos solicitar a todos os municípios da Beira Interior a colocação de um «outdoor» com uma mensagem de apelo à reposição das scut. Iremos também marcar presença nas galerias da assembleia da república no dia em que forem votados os projectos de resolução do PCP e do Bloco de Esquerda para a abolição das portagens que já foram apresentados e as propostas que outros partidos venham, eventualmente, a apresentar nesse sentido. Para além disso decidimos mandatar a plataforma organizadora do fórum para a realização das acções que considerar convenientes tendo como objectivo a reposição das scu na A 23 e na A 25”.
As declarações do ministro das infraestruturas, Pedro Marques, na Covilhã de que a abolição das portagens é um tema que não está em cima da mesa, foram também duramente criticadas neste fórum, tendo o empresário Luís Veiga lançado o desafio para que o governante seja considerado «persona non grata» à região. Um fórum onde foi ainda apresentado um estudo que aponta para um aumento de quatro por cento do número de acidentes nas estradas da região desde que as portagens foram implementadas o que implicou um crescimento de três por cento ao nível de vítimas de acidentes rodoviários.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados