RCB/TuneIn
Terça, 25 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
REGULAMENTO PODE SER REVISTO
Rádio Cova da Beira
A bancada da oposição na câmara municipal de Belmonte desafia a maioria no executivo a proceder à alteração do regulamento de apoio para a recuperação de habitações degradadas naquele concelho.
Por Nuno Miguel em 01 de Mar de 2018
Em causa está o facto de existir um limite de apoio, ligeiramente superior a dois mil euros por habitação, e também o facto de apenas prever apoiar essas obras nas vilas de Belmonte e Caria. Na última reunião pública do executivo, Amândio Melo sublinhou que “cada vez mais estamos a assistir à degradação do edificado nas nossas vilas e particularmente nas aldeias. Nesse sentido entendemos que seria da maior importância que se pensasse na revisão desse regulamento por forma a que o «plafond» pudesse ser alargado e também que abrangesse as nossas aldeias e não apenas as vilas. O nosso concelho é tão pequeno e que por natureza é um destino turístico em toda a sua extensão fazia todo o sentido implementar esse apoio nas aldeias para a recuperação das coberturas e alçados”.  
Na resposta, o presidente da câmara de Belmonte refere que, para que essa medida surta efeito, o município vai avançar com a elaboração de áreas de requalificação urbana em todas as aldeias do concelho. António Dias Rocha admite que o regulamento de apoio que existe pode vir a ser revisto uma vez que isso pode reforçar a atractividade do concelho “tudo aquilo que possa ser feito para ajudar as pessoas é nossa obrigação, é para isso que cá estamos. Vamos estudar a situação e com certeza que vamos conseguir melhorar um pouco esse regulamento de apoio às construções até porque continuamos muito preocupados a ver degradar o património imobiliário das nossas aldeias e das nossas vilas. Se o fizermos estamos até a ser mais atractivos. E eu vejo com alegria, mas também com alguma apreensão, os preços que casas para serem recuperadas na zona histórica de Belmonte estão a atingir, o que quer dizer que a procura está a ser grande”. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados