RCB/TuneIn
Segunda, 25 Jan 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CMC: JORGE GOMES ESCLARECE INTEGRAÇÃO DE PRECÁRIOS
Rádio Cova da Beira
Afinal são 75 e não 31 o número de trabalhadores precários ao serviço do município da Covilhã ao abrigo do programa de regularização que foi lançado pelo governo para combater a precariedade na administração pública. Recorde-se que o número de 31 trabalhadores a integrar foi adiantado pelo presidente em exercício na última reunião privada do executivo mas na última reunião pública o vereador com o pelouro dos recursos humanos refere que esse número diz apenas respeito aos trabalhadores afectos à área da educação.
Por Nuno Miguel em 25 de Feb de 2018
“O que verdadeiramente está em curso neste município é a integração de 75 trabalhadores, que desempenham funções para a autarquia de forma precária, alguns deles há mais de 13 anos. São 31 tarefeiros actualmente afectos ao ensino, 10 assistentes operacionais, 12 assistentes técnicos e 22 técnicos superiores. Trata-se de uma realidade objectiva que urge solucionar. Não estamos em presença de nenhum fantasma nem de qualquer moinho de vento para esgrimir”.  
Jorge Gomes acrescenta que “de forma alguma o caminho de saneamento financeiro que nos propomos efectuar vai ser afectado com esta situação já que a implementação deste programa de combate à precariedade em causa é uma boa medida de gestão por razões já várias vezes apresentadas. A integração destes trabalhadores é uma realidade objectiva e, por muito que desagrade ao senhor vereador do CDS, além de uma medida social e laborar adequada é também justa. É isso que estamos em condições de fazer”. 
Recorde-se que também o presidente da câmara da Covilhã garantia que seriam 75 e não 31 o número de trabalhadores precários a integrar nos quadros do município. Uma afirmação feita por Vítor Pereira na sessão de abertura do oitavo congresso da união de sindicatos de Castelo Branco. 

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados