RCB/TuneIn
Sábado, 22 Set 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
NOTIFICAÇÕES DEMORAM DEMASIADO TEMPO A SER ENTREGUES
Rádio Cova da Beira
José Luís Ferreira enviou uma pergunta ao ministério do planeamento e das infraestruturas para saber quais as medidas que o governo pretende implementar para acabar com o desfasamento entre os dias de realização de viagens nas ex scut e as datas de disponibilização para pagamento das respectivas portagens.
Por Nuno Miguel em 12 de Feb de 2018
O deputado do “PEV” sublinha que em alguns casos as operadoras/concessionárias “demoram em alguns casos, mais de quatro anos, a notificar para pagamento de portagens, situações que não foram pagas a tempo devido alegadamente a razões técnicas ou alheias ao utilizador”. José Luís Ferreira sustenta que em algumas das notificações enviadas “não é referida a razão pela qual está a ser exigido o pagamento de portagens, quando os utilizadores consideravam que estas estavam liquidadas” e por isso questiona o governo sobre “quais as medidas que vão ser tomadas para evitar as frequentes anomalias no pagamento e que estas não prejudiquem os utilizadores com custos e coimas avultados”.
José Luís Ferreira afirma que “o sistema de cobrança das portagens nas ex scuts exclusivamente electrónico, tem sido também problemático para quem não detém um dispositivo da via verde, com custos acrescidos de tempo e dinheiro, sobretudo se o pagamento não ocorrer dentro do prazo estabelecido, seja por razões imputadas ou alheias ao utilizador”. O deputado do «PEV» sustenta que “a taxa de portagem, que deveria ser disponibilizada para pagamento a partir das zero horas do dia seguinte à passagem num local de detecção de veículos, para efeitos de cobrança electrónica aos utilizadores sem dispositivo de via verde” que “por vezes só está disponível nas entidades de cobrança de portagens vários dias depois de ter terminado o prazo de pagamento”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados