RCB/TuneIn
Segunda, 15 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
MEDIDAS VÃO MUITO ALÉM DA ABOLIÇÃO DE PORTAGENS
Rádio Cova da Beira
A criação de uma agência de desenvolvimento, que permita captar novos investimentos para a Beira Interior, é uma das matérias que está a ser equacionada pelo governo ao abrigo das conversações que tem decorrido com a plataforma que defende a abolição das portagens na A 23 e na A 25.
Por Nuno Miguel em 08 de Feb de 2018
A questão esteve em cima da mesa na última reunião que os dirigentes daquele organismo mantiveram com o ministro adjunto, Pedro Siza Vieira. Um processo em que, afirma Luís Veiga, também as comunidades intermunicipais devem estar envolvidas “foi colocada em cima da mesa a possibilidade de fazermos uma agência de desenvolvimento que capte investimento para a nossa região, que venda os nossos produtos e que seja um elemento importante e que é possível construir com a ajuda das CIM´S. E relembro que as comunidades estão a passar por uma crise que não devia existir porque estão com algumas dificuldades em nomear os seus presidentes nas Beiras e Serra da Estrela e na Beira Baixa. Para nós, enquanto municies e agentes da actividade económica é triste assistir a esta questão”. 
De acordo com o empresário, os problemas do desenvolvimento económico dos distritos de Castelo Branco e da Guarda, assim como o crescimento das empresas, não se esgota apenas com a abolição das portagens “há aqui um leque de medidas que devem ser tomadas. Não é só pegar nas portagens e pensar que o pessoal na Beira Interior já fica satisfeito. Nada disso. Nós exigimos mais. Tem de haver claramente medidas de âmbito fiscal. Eu próprio já afirmei uma vez que uma empresa que paga entre 80 a 100 mil euros de portagens, também não tem capacidade para aumentar salários. A juntar a isso não podemos esquecer a tributação autónoma e por isso estamos a falar de muito dinheiro que impedem que se consigam também dar melhores condições”.  

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados