RCB/TuneIn
Segunda, 19 Fev 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
INTERIOR: DISCRIMINAÇÃO POSITIVA PARA VÁRIOS SECTORES
Rádio Cova da Beira
O secretário-geral da Juventude Socialista iniciou em Penamacor o "Roteiro da Coesão Territorial", um sinal que a JS pretende dar para os territórios de baixa densidade que enfrentam vários constrangimentos, as portagens é um deles.
Por Paulo Pinheiro em 06 de Feb de 2018

“A partir do momento em que o próprio Estado não é capaz de garantir que todas as pessoas, em todo o país, tenham acesso aos mesmos serviços então deve criar condições de discriminação positiva numa série de sectores, que não apenas na mobilidade”, afirma à Rádio Cova da Beira. 

Relativamente às portagens, Ivan Gonçalves, afirma que “o importante é que o Governo trabalhe no sentido de garantir alguma baixa no valor das portagens que são cobradas”.

O também deputado na Assembleia da República, defende que o Estado tem que olhar para estes territórios com a atenção que merecem porque ainda é preciso trilhar caminho até se atingir uma verdadeira coesão territorial

“O que é importante é garantir que o território do nosso país está planeado, ou seja, que conseguimos que todas as pessoas, independentemente do local onde nascem, possam ter acesso às mesmas oportunidades, coisa que manifestamente hoje não se passa. Um jovem que nasce e queira viver em Penamacor não tem acesso às mesmas oportunidades aos jovens que nascem em Lisboa ou no Porto. É importante que o Estado olhe para estas situações e que tente garantir essas oportunidades a todos”, refere.

Apesar de destacar a visibilidade que a Unidade de Missão para o Interior veio dar a estes territórios, assim como o trabalho realizado, e reconhecer que não é de um dia para o outro que os resultados aparecem, Ivan Gonçalves admite que é preciso ir mais longe na aposta que o Poder Central tem que ser feita nas zonas de baixa densidade.

 

O secretário-geral da Juventude Socialista, acompanhado de uma delegação do secretariado nacional e dos dirigentes distritais e locais da JS, participou num almoço-convívio com militantes e em duas reuniões de trabalho, uma com a direcção da residência sénior "PóvoaSol" e outra com a Fundação Pina Ferraz, terminando o dia de roteiro com a visita às obras de requalificação da zona histórica de Penamacor.

 

O Roteiro da Coesão Territorial vai continuar e Ivan Gonçalves, destaca a sua importância

 “É através desta proximidade entre a nossa estrutura e a realidade existente nos territórios que melhor podemos perceber os problemas que as populações enfrentam e melhor podemos projectar o combate às assimetrias regionais.”

 

O presidente da Federação de Castelo Branco da Juventude Socialista, João Martinho, que participou na iniciativa, defende “que é sobre as regiões do Interior que devem recair as atenções do poder central, valorizando as suas potencialidades e criando condições que permitam o desenvolvimento económico, social e político destes territórios que também contam para o desenvolvimento do País.”

 

O presidente da concelhia de Penamacor da JS mostra-se satisfeito com a presença do secretário-geral da Juventude Socialista naquele concelho

“Considero que este projecto tem um duplo significado para Penamacor, primeiro porque há muitos anos que não recebíamos a visita de um Secretário-Geral, o que permitiu a aproximação e o estreitar de laços entre os órgãos nacionais e órgãos locais, sendo é a nível local que se inicia a militância e a construção da estrutura, e em segundo lugar porque Penamacor é um exemplo de Coesão Territorial, que apesar das dificuldades que enfrenta nos diferentes sectores de actividade, tem conseguido ultrapassar, reinventando-se de forma a garantir a sua participação activa na vida económica, social e política do Concelho”, refere Renato Robalo da Silva.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados