RCB/TuneIn
Quarta, 21 Fev 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
II LIGA: SP. COVILHÃ QUER ALTERAÇÕES NAS EQUIPAS "B"
Rádio Cova da Beira
Sporting da Covilhã, U. Madeira, Varzim, Leixões e Santa Clara (todos clubes que disputam actualmente a 2ª Liga), constituem um grupo de trabalho que visa estabelecer como meta a redução das equipas "B" na II Liga para apenas três na temporada 2020/2021, mantendo no entanto a participação de 18 equipas. Nesta altura competem na prova cinco. Na próxima época haverá uma redução de dois emblemas.
Por Miguel Malaca em 31 de Jan de 2018

De acordo com o que o jornal "Record" conseguiu apurar das propostas elaboradas por este grupo de trabalho, fica a saber-se que são introduzidas normas transitórias que para além de limitar o número de equipas B nas épocas 2018/19 e 2019/20, estas mesmas equipas piores classificadas desceriam automaticamente "independentemente da classificação obtida".

 

A ideia está explicada também no artigo 7º do Anexo V, que baliza "o Regulamento de inscrição e participação de equipas B's" , para chegar a 2020/21 com um máximo de três formações secundárias num total de 18 equipas.

 

Outro artigo que poderá ainda provocar alguma polémica, é o que diz respeito ao valor das inscrições das equipas B na Liga de Clubes.

 

O artigo 4º refere que actualmente a taxa é fixada em 50 mil euros/época, mas que esta comissão quer que os clubes com orçamentos inferiores a 15 milhões de euros(casos de Braga e Guimarães, por exemplo), passem a pagar €200 mil, entre 15 e 25 milhões(300 mil), e mais de 25 milhões anuais(caso dos grandes), possam pagar 500 mil euros.

 

Esta verba seria então distribuída de forma equitativa por todos os restantes clubes da II Liga, "pelo acréscimo de despesas e encargos resultantes da realização de um maior número de jogos", pode ler-se.

 

Esta proposta que foi elaborada prevê ainda que os jogadores com mais de 23 anos não possam ser inscritos e jogar pelas equipas B.

 

O artigo 77º do regulamento agora proposto estabelece que os clubes " devem identificar um plantel até 27 jogadores na categoria sénior entre os 16 e os 23 anos, na qual só esses mesmos jogadores inscritos pelo clube e identificados como elementos do plantel da equipa B podem ser utilizados", lê-se no novo artigo 12º (Anexo V).

 

O artigo seguinte mantém que " o jogador que (...) tenha sido utilizado na equipa B pode ser livremente utilizado no jogo seguinte da equipa principal". Depreende-se portanto que os jogadores possam apenas passar da equipa B para a equipa A, e nunca ao contrário.

 

Esta proposta, segundo o que diário desportivo teve acesso, e que agora a RCB lhe dá conta também, já foi enviada para apreciação dos clubes que têm nesta altura equipas B's na II Liga, e as primeiras reacções, ao que foi possível apurar, foram de total rejeição.

 

Aguardam-se novos desenvolvimentos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados