RCB/TuneIn
Terça, 14 Ago 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ALMA AZUL EDITA "ANTÓNIO RAMALHO EANES"
Rádio Cova da Beira
O livro “António Ramalho Eanes” é lançado este domingo,21 de Janeiro, em Alcains, vila de onde o ex- Presidente da República é natural. A obra tem a assinatura do jornalista Nelson Mingacho e integra uma colecção editada pela Alma Azul dedicada a personalidades das Beiras. Será a colecção “Em nome da Beira"
Por Paulo Pinheiro em 21 de Jan de 2018

Trata-se de uma biografia “não autorizada” de Ramalho Eanes que começou a ser pensada em 2015 quando a editora organizou uma sessão comemorativa do 80º aniversário do general Ramalho Eanes.

 

“A partir daí surgiu a ideia de se fazer um livro que é também uma homenagem à figura do general natural de Alcains e ao papel que desempenhou na estabilização do país após a Revolução de Abril”, descreveu à Rádio Cova da Beira o autor da obra.

 

De acordo com Nelson Mingacho, “não é uma biografia oficial”, pois “o general Ramalho Eanes simplesmente não as quer. O próprio diz que não autoriza uma biografia mas não se opõe a que escrevam sobre ele. Por conseguinte, não é parte ouvida na pesquisa da obra”, vinca o biógrafo.


Quanto ao conteúdo do livro “dirigido ao público em geral”, Nelson Mingacho explica a obra “procura dar a conhecer a vida e o percurso pessoal, militar e político do general que nasceu em Alcains, no seio de uma família humilde, e se tornou no primeiro Presidente da República eleito em democracia”.


“O livro revela episódios e detalhes que fazem de Ramalho Eanes uma figura única no contexto político nacional. Um homem sério, competente e honesto que sempre colocou o interesse nacional acima de qualquer interesse particular, ao contrário do que acontece geralmente entre a classe política portuguesa”, descreve o autor.

 

Embora a presente biografia não constitua uma investigação histórica de fundo, a mesma “narra factos sem qualquer tipo de opinião ou juízo de valor”. Trata-se de um livro “procura contextualizar os acontecimentos”, acrescenta Nelson Mingacho.

 


Depois de escrever o livro, o também jornalista confessa que passou “a admirar ainda mais o general Ramalho Eanes”. “Percebi que a sua vida e obra constituem uma enorme herança histórica imaterial para a região que o viu nascer e que tem por isso de ser valorizada. A sua memória constitui um enorme potencial e legado para as gerações futuras”. 


Quase a completar 83 anos de idade, o general Eanes não pensa certamente em voltar a ser Presidente da República mas o modo como exerceu as funções de chefe de Estado devem servir de exemplo a quem está no exercício da política, recomenda o autor. “Quem está atualmente na política é que deve tomar como exemplo os valores de integridade, transparência e dedicação do general ao interesse coletivo”, diz.

 

A biografia “António Ramalho Eanes” é dada à estampa pela Alma Azul da alcainense Elsa Ligeiro e traduz-se na primeira experiência biografista do jornalista Nelson Mingacho.

 

O autor que também é natural de Alcains trabalhou como jornalista no semanário Reconquista até 2013, actualmente desenvolve a sua actividade profissional na área do turismo.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados