RCB/TuneIn
Quarta, 17 Out 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PSD APONTA PARA VIOLAÇÃO DE ESTATUTOS
Rádio Cova da Beira
Os militantes do Partido Social Democrata da Covilhã que participaram no movimento “De Novo Covilhã”, nas últimas eleições autárquicas, estão a receber uma missiva cujo assunto é: processo de cessação de inscrição no PSD.
Por Paulo Pinheiro em 19 de Jan de 2018

O documento informa que o Conselho de Jurisdição recebeu do secretário-geral do PSD, em representação da Comissão Permanente do Partido Social Democrata, uma carta onde constam os nomes que integraram a lista do movimento “De Novo Covilhã”, validada pelo Tribunal, e acompanhada da comunicação da secção do PSD Covilhã, e que se submeteram a sufrágio nas eleições autárquicas de 1 de Outubro de 2017.

Com base nos documentos, o Conselho de Jurisdição aponta para a violação do artigo nono, número quatro, dos estatutos do PSD

“ Cessa a inscrição no partido, os militantes que se apresentem em qualquer acto eleitoral nacional, regional ou local na qualidade de candidatos, mandatários ou apoiantes da candidatura adversária da candidatura apresentada pelo PPD/PSD”

Para o exercício do contraditório, aos militantes é dada o prazo de cinco dias para falarem sobre o assunto.

São cerca de dez militantes do PSD da Covilhã que estão nesta situação, Carlos Pinto é um dos que integra a lista. Contactado pela RCB, o ex-presidente da CMC não tece, para já, qualquer comentário remetendo para mais tarde uma posição sobre o assunto.

António João Rodrigues, ex-presidente da junta de Unhais da Serra, estranha ter recebido a carta já que em Julho de 2017 enviou um email à secção da Covilhã do PSD solicitando a sua desfiliação do partido, mas nunca recebeu qualquer indicação da recepção do documento. Sabe agora que os órgãos nacionais desconheciam a sua decisão, que de resto foi também tomada por outros dois militantes.

O processo foi efectuado pela anterior concelhia do PSD da Covilhã, liderada por Marco Baptista. A actual comissão política tomou conhecimento e espera pela resolução do problema. Luís Santos, em declarações à RCB, já disse que os novos responsáveis pertencer construir um projecto alternativo que estimule o regresso desses militantes.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados