RCB/TuneIn
Quinta, 22 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ALCAINS N?O ACERTA
Ainda n?o foi este domingo que os s?cios e simpatizantes do Alcains viram a sua equipa fazer uma boa exibi??o e arrecadar os preciosos 3 pontos da vit?ria.
Por Rui Fazenda em 13 de Dec de 2009

Foi um Alcains que já vai demonstrando mais vontade, mas que mesmo assim foi uma presa fácil para o Sporting de Pombal.

O CDA apresentou se neste desafio com algumas caras novas, na baliza uma meia novidade, Admilson, Ex - Águias de Camarate, que já tinha jogado na partida que o Alcains disputou em Soure, Glauco jogador que estava à 3 anos sem competir e Marcelo, que na época passada militou numa equipa dos Açores. Destes 3 elementos, Admilson e Glauco foram titulares e jogaram os 90 minutos.

Os primeiros minutos foram jogados numa toada de equilíbrio, com a maioria das jogadas a serem disputadas a meio do campo. Mas mesmo neste período de equilíbrio o Alcains demonstrava muitas dificuldades em servir a sua linha avançada. Verdade seja dita, também não permitia que os homens de Pombal chegassem com perigo perto das suas redes.

A primeira situação de golo surgiu aos 15 minutos, por intermédio de Panzer, que dominou a bola na pequena área e em excelente posição para fazer o golo do Pombal, atirou ao lado. Aos 27 minutos, nova jogada de perigo para o Sporting de Pombal, com Ricardo Silva em posição frontal a rematar forte para defesa segura de Admilson.

Aos 28 minutos, Rui Fernandes, o árbitro do encontro, mostrou a segunda cartolina amarela a Betinho, e o consequente vermelho. Um lance, onde o juiz que viajou da Guarda nos pareceu demasiado rigoroso. Não nos parece que a falta cometida por Betinho fosse passível de cartão amarelo. O Alcains iria jogar a ultima hora da partida com 10 elementos. Curiosamente até ao final da primeira parte, foi o período em que o Alcains praticou melhor futebol.

A equipa de Valter Costa criou a sua primeira grande oportunidade à passagem do minuto 41, por intermédio de Frank, na sequência de um pontapé de canto, o remate de cabeça levou a bola à barra da Baliza de Nuno Viseu. Uma grande oportunidade para o Alcains.

Quando já toda a gente se preparava para o intervalo, o Pombal desenhou uma jogada pelo lado esquerdo, a bola é cruzada por Micas, Ricardo Silva dividiu a bola com Casagrande, o defensor do Alcains na tentativa de aliviar a bola, introduziu a na sua baliza, dando assim a vantagem ao Pombal. Pouco depois partia-se para o intervalo com 0-1 no marcador.

Para a segunda parte o Alcains surgiu mais afoito no ataque, dando mais espaços ao Pombal, foram, 45 minutos menos tácticos, e com mais espaços para se jogar. Quer o Alcains, quer o Pombal tiveram algumas situações para marcar, mas seriam os forasteiros a fazer o 0-2, por intermédio de Yannick, aos 84 minutos a fazer o golo, após solicitação de Ricardo Silva.

Um resultado que se aceita, pois o Pombal demonstrou ter mais argumentos e mais conjunto que o Alcains. A Expulsão de Betinho e a bola na barra enviada por Frank, para além do auto-golo de Casagrande, foram decisivos para o Alcains.

Quanto a Rui Fernandes, o árbitro que viajou da Guarda, fica com a sua exibição manchada pela expulsão de Betinho, logo aos 28 minutos. Pareceu-nos ter existido excesso de rigor, com claro prejuízo para o Alcains. No restante da partida, esteve bem num jogo que também não teve casos.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados